“Minha arma contra o racismo é o afeto, mas não discordo dos outros métodos de luta”, diz Manoel Soares

0
“Minha arma contra o racismo é o afeto, mas não discordo dos outros métodos de luta”, diz Manoel Soares
Foto: Reprodução.

A partir do dia 4 de julho, o jornalista Manoel Soares passa a apresentar o programa Encontro, ao lado de Patrícia Poeta. Ele foi o convidado do programa Conversa com Bial da última quarta-feira (29). Durante a entrevista, ele falou sobre as novas perspectivas na carreira e relembrou um pouco de sua trajetória e da luta contra o racismo.

“Minha arma contra o racismo é o afeto, mas não discordo dos outros métodos de luta, acho que são legítimos. Cada um tem que fazer a sua escolha”, disse o jornalista. Recentemente, Manoel viralizou nas redes sociais após sua intervenção muito afetiva numa situação de racismo no programa É de Casa. Dona Silene, uma cozinheira que vende cocadas era convidada do programa e foi colocada, pela apresentadora Talitha Morete para servir a todos os presentes. Manoel, com muita sensibilidade, pediu que a convidada o orientasse, para que ele, então, servisse os presentes.

https://www.instagram.com/tv/CewRh9JDZFy/

Durante a conversa com Bial, Manoel também relembrou momentos da infância e as dificildades enfrentadas por ele e sua família, como o período em que viveram em situação de rua. “Já vivi em muitas casas na minha vida, entre elas casas fragilizadas e também em condição de rua. Não faço todo um drama em cima disso porque é uma realidade brasileira e não tem que ser explorada de maneira indevida”, pontuou.

“Peguei cascas de madeira e fiz uma casa para minha mãe. Casa é o lugar onde seu coração está em paz, onde tem amor é a minha casa”, resumiu Manoel. Ele falou também sobre como chegou a viver nas ruas de Porto Alegre, após ter sido enviado ao sul pela mãe.

Foi no Rio Grande do Sul também que o novo apresentador do ‘Encontro’ deu os primeiros passos no jornalismo, exibidos durante a entrevista, o que o emocionou. “Passa um filme na cabeça quando vejo isso”. De lá para cá, ele trabalhou com Caco Barcellos até ser convidado a integrar a equipe do matinal de Fátima Bernardes e o elenco do “É de Casa”. Seu trabalho mais recente é o livro “Para Meu Amigo Branco“, lançado em abril.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display