Nesta quarta-feira (22), a atriz Lupita Nyong’o, vencedora do Oscar e do Emmy Daytime, participou de uma entrevista para o Festival Cannes Lions 2022. Durante o evento, a artista destacou como aprendeu a lidar com os obstáculos da vida pessoal e profissional. Aos 39 anos, Lupita relata que apesar dos episódios de racismo que vivenciou no mundo do trabalho, ela conseguiu superar os momentos de traumas e os estereótipos ligados à sua cor.

“Cresci sendo infeliz com a cor da minha pele”, disse Lupita ao ser questionada sobre a presença negra no mundo do entretenimento. “Todos os anunciantes diziam que com a minha cor de pele eu não conseguiria nada porque era indesejável”. A atriz também citou a forma como o filme ‘Pantera Negra’ ajudou a quebrar estereótipos em Hollywood. “As pessoas que movimentam a indústria falam constantemente sobre o fato de que filmes com negros não funcionam, e temos que provar que funcionam, quando há muitas evidências ao longo do tempo de que isso não é verdade. Após o lançamento de Pantera Negra passaram a repetir constantemente a forma como Hollywood tinha percebido que filmes com protagonistas negros eram lucrativos. Que epifania”, destacou ela.

Lupita Nyong’o em ‘Pantera Negra’. Foto: Divulgação / Marvel Studios.

Dirigido por Ryan Coogler e lançado em 2018 pela Marvel, ‘Pantera Negra’ arrecadou mais de US$ 1,3 bilhão de dólares, além de receber ampla aclamação por parte do público e crítica. Com direção de x o longa também se tornou a maior estreia maior de um filme estrelado predominantemente por atores negros.

A continuação do aclamado filme, ‘Pantera Negra: Wakanda Forever’ deve estrear mundialmente neste ano de 2022, em dezembro.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments