Com apenas 4 indicações, Viola Davis se torna a mulher negra mais indicada na história do Oscar

0
2828
Foto: Dan MacMedan/Getty Images)

Na última segunda-feira (15) foi divulgada a lista completa das obras e artistas indicados ao Oscar 2021 e a atriz e produtora Viola Davis se tornou a mulher negra mais indicada na história do Oscar. Ao todo foram 4 indicações

Alguns vibram e comemoram (devidamente) a grande conquista da atriz, mas precisamos nos atentar a esses números. A atriz ~branca~ mais indicada na história do Oscar teve VINTE indicações, Meryl Streep, a atriz foi indicada 20 vezes e levou a premiação 3.

Embora estejamos muito orgulhosos de Viola Davis, 4 indicações ser o recorde de uma mulher negra em 93 anos de premiação é preocupante.

Em quase um século de premiação e mais de 3000 mil estatuetas distribuídas, menos de 50 foram entregues a pessoas negras, até a 91º edição (2017) da premiação menos de 2% dos prêmios do Oscar foram para negros somando TODAS as categorias. Houve anos em que a premiação ocorreu sem nenhuma indicação para pessoas pretas.

Confira um pouco da diversidade entre as mulheres vencedoras do Oscar de Melhor atriz/coadjuvante:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WhatsApp-Image-2021-03-16-at-14.16.36-1024x209.jpeg
Imagem: Google
Imagem: Google
Imagem: Google
Imagem: Google
Imagem: Google

Após 73 anos de premiação, uma mulher negra levou o Oscar de Melhor Atriz, Halle Berry, por sua atuação em ‘A Última Ceia (2002)’, tornando-se a primeira mulher negra a receber o prêmio. E 19 anos depois segue sendo a única. Até o momento apenas 8 mulheres negras levaram para casa a estatueta sendo apenas na categoria de ‘Atriz Coadjuvante’

Em entrevista a NME no início de 2021 a atriz Halle Berry falou sobre o fato de ter sido a primeira e ainda a única mulher negra a ganhar o Oscar de melhor atriz:

“A mágoa que eu tenho é porque eu realmente pensei que aquela noite significaria algo e logo depois disso, outras mulheres de cor, mulheres negras, ficariam ao meu lado. Já se passaram 20 anos e isso não aconteceu, então toda vez que chega a hora do Oscar, fico muito reflexiva e penso: ‘Bem, talvez este ano, talvez este ano’. É de partir o coração que ninguém mais esteve lá“, lamentou.

Viola Davis já denunciou o racismo da indústria inúmeras vezes e com o anúncio da quebra do próprio recorde (2 indicações) internautas falaram sobre a discrepância de indicadas e premiadas negras e brancas.

Vídeo/tradução: Eolor

Comments