Thaís Rosa é uma das 24 pessoas no mundo a ganhar “a bolsa da paz”, para estudar na Tailândia

0
359

A turismóloga, Thais Rosa, foi contemplada com a “bolsa da paz“, através da Rotary Foundation para estudar na Universidade de Chulallongkorn, em Bangcock, Tailândia, por três meses. A bolsa é um aperfeiçoamento profissional com 24 pessoas de diferentes países do mundo. No Brasil, somente duas pessoas foram selecionadas, sendo uma delas, Thaís. A iniciativa começa dia 10 de junho.

Os selecionados vão estudar sobre práticas para promover a paz e o desenvolvimento internacional, e resolução de conflitos durante o período de duração da bolsa. Após o encerramento, os participantes irão receber um certificado internacional de Desenvolvimento Profissional em Paz e estudos de conflitos. Em 2017 Thaís foi selecionada com outra bolsa internacional e integral do Young Leaders of the Américas Initiative (YLAI) Professional Fellows Program, programa criado pelo ex-presidente americano Barack Obama.

A importância dessa bolsa é nos capacitarmos para sermos agentes de mudança em prol da conexão do campo da paz e desenvolvimento internacional, possibilitando criarmos diferentes estratégias para lidarmos como questões estruturantes na sociedade“, conta a turismóloga.

Através do treinamento acadêmico, aprendizado prático e oportunidades de networking, o programa capacita os bolsistas na área da paz. As bolsas cobrem mensalidades e taxas, hospedagem, transporte de ida e volta, e todas as despesas com estágios e estudos de campo. Em uma década, os Centros Rotary pela Paz já treinaram mais de 1.200 bolsistas. Muitos deles atuam em organizações internacionais e possuem suas próprias entidades filantrópicas.

Sobre Thaís Rosa:

Ela é Mestra em Memória Social (UNIRIO), Especialista em Análise Ambiental e Gestão do Território (ENCE) e Especialista em Economia, Turismo e Gestão Cultural (UFRJ). Fundadora da Conectando Territórios, agencia de turismo que conecta pessoas a cultura e memória afro brasileira e de comunidades tradicionais quilombolas, indígenas, urbanas e lugares de memória a partir do Turismo e da Educação. Foi incubada pelo Start Up Rio.

Thaís durante tour na região da Pequena Africa, no Rio de Janeiro

Thaís pesquisou por mais de nove anos Turismo de Base Comunitária em comunidades quilombolas. Tem experiência em desenvolvimento de projetos aliados a memória, sustentabilidade, economia solidária, fronteiras étnicas, identidade, cultura e comunidades tradicionais. É Alumni do Young Leaders of the Americas Initiative (YLAI) do Departamento de Estado Americano.

Já palestrou em Congressos Internacionais na Colômbia e Estados Unidos. Alia processos artísticos e de audiovisual para discutir territorialidade e cultura em projetos como Diálogos sobre Deslocamento e Mapa da Escuta. Acredita no turismo como potencializador do diálogo e na promoção da paz.

Este ano, ela irá lançar uma websérie sobre mulheres negras viajantes e empreendedoras. Saiba mais: Conectando Territórios: http://conectandoterritorios.com.br e https://www.youtube.com/watch?v=nmC8dQIVjK4&t=10s

 

Comments

Comentários