Seis livros para compreender o racismo no Brasil

0
Seis livros para compreender o racismo no Brasil
Imagem: Getty Images

A dimensão do racismo no Brasil é gigantesca e devemos combatê-lo através da leitura

Sem dúvida o preconceito racial é algo que está enraizado em nossa sociedade e pode ser considerado um problema enfrentado por milhões de pessoas em todo o mundo.

E o que precisamos saber é combater esse mal com muita informação e clareza dos fatos. Essa hierarquia entre raças e etnias é algo que nunca poderia ter existido na humanidade. Independente da condição econômica, gênero, entre outras características, todos nós somos iguais e temos que reconhecer que o racismo é um problema estrutural e tem que ser enfrentado com argumentos objetivos e tornar essa pauta e luta cada vez mais presente dentro das instituições na finalidade de igualar os direitos de cada individuo.

Como um país que a maior parte da sua população é preta ainda precisa rebater o racismo nas redes? Para entender esse contexto precisamos nos alimentar do que faz muita falta no nosso dia a dia, temos que ler muito mais, a leitura ensina, educa e alimenta.

Lutamos todos os dias e ainda assim o racismo e a luta contra o preconceito são duas realidades constantes em nosso país.  E existe uma lei contra esse tipo de crime, mas mesmo assim, somos alvos dessa violação que sem dúvida afeta nossa sociedade.

Selecionei alguns livros que considero importantes no campo de discussões

“Pequeno Manual Antirracista” de Djamila Ribeiro – são onze capítulos que discutem sobre cultura, afeto, violência racial, negritude e branquitude. Djamila nos faz refletir sobre as questões racistas que estão em nosso campo social.

A obra “Mulheres, raça e classe”, de Angela Davis – o livro retrata opressões, destacando os debates da escravidão e a desumanização da mulher preta.

“Primavera Para as Rosas Negras”, de Lélia Gonzalez – referência na luta contra o racismo e o sexismo no Brasil, o livro é uma compilação de artigos, textos e depoimentos de Lélia.

“O genocídio do negro brasileiro”, de Abdias Nascimento – um conceito voltado mais para a questão da violência urbana e o embranquecimento cultural e físico.

“Racismo estrutural”, de Silvio Almeida – essaleitura é fundamental para aquelas pessoas que pretendem entender a complexidade do racismo que existe na população em geral. O Autor disponibiliza no livro um serie de argumentos e conceitos.

“Olhos d’Água”, de Conceição Evaristo – a autora nos mostra através de contos a violência que assola a comunidade preta e a pobreza urbana. O livro ganhou o prêmio Jabuti em 2017.

A herança discriminatória da escravidão tem que ser levada a sério, é nosso dever lutarmos por políticas públicas e igualdade racial, assim combatemos o racismo.

Texto: calazansculturaearte

Comments

No posts to display