Rapper Sabotage vai ter sua história contada no cinema, longa está previsto para 2020

0
660

Através da Zazen, produtora de José Padilha, famoso por sua direção em “Tropa de Elite”, o filme sobre a vida do rapper Sabotage, Mauro Mateus dos Santos Filho, será rodado. O orçamento está em 9 milhões e já tem o lançamento definido para 2020, ano que se completa 17 anos da morte do cantor, até hoje referência no rap nacional.

Sabotage foi morto no dia 24 de janeiro de 2003, alvejado com quatro tiros em via pública, momentos depois de deixar a esposa no local de trabalho. Ele sempre inspirou jovens através de suas rimas, carregadas da realidade de um homem preto e periférico. Deixou o tráfico para fazer rap e denunciar a violência policial através de suas músicas.

Em 2002, participou do filme “O Invasor“, dirigido por Beto Brant. A morte de Sabotage provocou a prisão de Sirlei Menezes da Silva, em 2010, sete anos depois do ocorrido.

Comments

Comentários