Raphael Warnock é o primeiro senador negro da Georgia, um dos estados mais racistas dos EUA

0
3135
MARIETTA, GA - NOVEMBER 15: Democratic U.S. Senate candidate Raphael Warnock of Georgia speaks to supporters during a rally on November 15, 2020 in Marietta, Georgia. Warnock faces incumbent U.S. Sen. Kelly Loeffler (R-GA) in one of two January 5 runoffs for the U.S. Senate in Georgia. (Photo by Jessica McGowan/Getty Images)

Raphael Warnock venceu as eleições e se tornou o primeiro senador negro da Georgia, Warnock é pastor na mesma Igreja Batista Ebenezer, de Atlanta, de onde veio, o Dr. Martin Luther King Jr, lider do movimento civil e grande nome na luta pela dignidade da população negra.

O racismo e a escravidão estão fortemente marcados na história da Georgia, localizado na região sul dos EUA o estado americano manteve a segregação racial até a década de 1960. No sul dos EUA, nas escolas, banheiros e transportes públicos, não era permitido que negros ocupassem os mesmo espaços que brancos.

Warnock venceu Kelly Loeffler, (a atual senadora republicana), com seus eleitores negros da área metropolitana de Atlanta, o berço do Movimento pelos Direitos Civis, e subúrbios ajudando Warnock a ocupar a cadeira de senador.

“Porque esta é a América, os homens de 82 anos que costumavam colher o algodão de outra pessoa foram às urnas e escolheram seu filho mais novo para ser senador dos Estados Unidos”, disse Warnock em entrevista.

Em entrevista ao CNN, um assessor de campanha sênior de Warnock disse que a campanha acredita que os eleitores do segundo turno democrata foram levados a votar em Warnock pela sua mensagem e na esperança de eleger o primeiro senador negro da Geórgia ao Senado dos EUA

“Estou diante de vocês como um homem que sabe que a jornada improvável que me levou a este lugar neste momento histórico da América só poderia acontecer aqui”, acrescentou.

Comments