“Queremos saber que importamos”, diz Oprah Winfrey sobre presença negra na televisão

0
“Queremos saber que importamos”, diz Oprah Winfrey sobre presença negra na televisão
Foto: Frazer Harrison/Variety via Getty Images

“O denominador comum de nossas experiências é que todos nós queremos saber que somos importantes e queremos um show que reflita nossos valores”. A afirmação é de Oprah Winfrey, que falou, na última quarta-feira (29), encerrando o jantar Power Of Women, da revista Variety. “Estamos todos procurando a mesma coisa”, disse Winfrey. “Esta é a única lição que aprendi ao fazer ‘The Oprah Winfrey Show'”, completou.

Oprah foi homenageada no evento, ao lado de sua companheira de negócios e amiga, Ava Duvernay. As duas trabalham juntas na série Queen Sugar, onde Oprah é produtora executiva e Ava é produtora. As duas transformaram a série em uma plataforma para mulheres ao contratarem somente diretoras mulheres para o trabalho que é exbido no canal de TV da própria Oprah, a Oprah Winfrey Network (OWN).

Apenas mulheres na direção

O show empregou 42 mulheres diretoras, sete das quais – Shaz Bennett, Kat Candler, Patricia Cardoso, DeMane Davis, Aurora Guerrero, Stacey Muhammad e Victoria Mahoney – caminharam no tapete vermelho do evento em solidariedade a Winfrey e DuVernay.

“Lembro-me de receber a ligação de Ava dizendo: ‘Tenho essa ideia: e se tivéssemos todas as diretoras mulheres?’”, disse Winfrey. “Eu digo, ‘Todas as diretoras? Podemos fazer isso?’ Ava disse, ‘Sim, nós podemos fazer isso. Você é a dona da rede”.

“Estas foram todas as coisas reais que ouvimos: ‘Não vai durar.’ “Não há diretoras suficientes para fazer isso.” ‘Isso é apenas um acaso’”, lembrou DuVernay. “Mas sete temporadas depois, isso se tornou um movimento real na direção de episódios que repercutirá em nossa indústria por muitos anos.”

Queen Sugar está com sua sétima e última temporada em exibição na OWN, e Ava Duvernay se questiona sobre o que está ficando no lugar do programa, agora. “O fato de esta ser a série de televisão dramática mais antiga que centra uma família negra realmente diz algo sobre o estado da televisão americana ao longo da história”, avaliou DuVernay.

 “Temos que perguntar: ‘Por que isso não aconteceu? Por que isso não foi lançado e nutrido? Por que não foi visto e celebrado?’ Essas são todas as questões que eu acho que nossa indústria deveria estar analisando. À medida que ‘Queen Sugar’ termina, o que está em seu lugar?”

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display