“O Caso do Homem Errado” está entre os 22 filmes brasileiros pré-selecionados para a vaga de representante oficial na premiação do Oscar

0
1258


A diretora Camila de Moraes e a produtora Mariani Ferreira relembram um crime ocorrido em Porto Alegre que gerou bastante polêmica na década de 80. O operário negro Júlio César de Melo pinto foi executado por policiais militares após ser confundido com um assaltante de supermercado. A história ficou conhecida como “O Caso do Homem Errado“.

O longa-metragem está entre os 22 filmes brasileiros pré-selecionados para a vaga de representante oficial brasileiro na premiação do Oscar.

Alguns internautas se posicionaram sobre o assunto, como Nelson Maca, que afirma “ter saído da comodidade da poltrona” com o filme. “Esse filme me lança na vida! Que é um filme essencial, eu já sabia. Eu sinto. Por isso vejo essa indicação não como legitimadora nem avaliadora do filme, mas reconhecedora da força de sua linguagem, ou seja, de sua beleza artística. Insisti tanto nisso: na poesia que, paradoxalmente,´pode e deve haver na representação de nossa tragédia negra cotidiana. E, na minha opinião (de quem igualmente encontrou na arte sua forma de ação direta e contundente), esse filme é, como bem nos ensinou Fela Kuti, também uma nossa arma“.

O documentário apresenta a história de Julio contada por meio de depoimentos, inclusive o de Ronaldo Bernardi, que através de suas fotografias tornou o caso conhecido. Apresenta também o depoimento de Juçara Pinto, viúva do operário.



Comments

Comentários