“Minha Barbie Negra” jornalista cria canal no Youtube para contar as histórias das Barbies negras

0
1281
Foto: Reprodução/Instagram

Rafaela Breves é jornalista, atriz, capoeirista, gestora pública e colecionadora de Barbies Negras. Apaixonada por Barbies desde criança, sempre se questionou o porquê de ter tão poucas bonecas parecidas com ela, e hoje, se dedica a mostrar e contar as histórias das diversas Barbies negras através de seu canal no Youtube.

Confira a coleção de Rafaela:

Poucas pessoas conhecem as centenas de Barbies negras que temos por aí, e há quem acredite que não podemos encontra-lás no Brasil. Mas em seu canal no Youtube, Rafaela já desmitifica esse mito e compartilha tudo sobre a coleção dela de Barbies negras.

Em 2010 a jornalista participou da famosa “Feira Preta” e se deparou com a exposição “Black Barbie” 

“Eu fiquei simplesmente encantada com as possibilidades de Barbies que existiam e eu não fazia a mínima conta.” revelou Rafaela em seu canal no Youtube.

Rafaela descobriu o universo das Barbies negras com 27 anos, e lembrou o quanto sua vida seria diferente se ela tivesse descoberto na infância, a jornalista conta que toda vez que vê sua coleção lembra de si mesma quando criança:

“Lembro daquela menina que adorava brincar de boneca, mas que não tinha uma boneca que fosse parecida com ela. Ela seria tão mais feliz se ela pudesse brincar com uma boneca de cabelo cacheado, uma boneca pretinha que ela pudesse se ver representada. Aquela menina teria a autoestima muito mais elevada.” desabafou a jornalista

Aqui no Mundo Negro já falamos sobre a importância do “se ver” e se sentir representado, e o quanto isso afeta na autoestima de crianças negras. Enquanto hoje temos uma geração de mulheres negras cicatrizando feridas causadas pelo racismo e falta de representatividade, podemos construir uma nova geração de meninas negras que reconhecem a sua beleza e se amam desde a primeira infância.

Leia também: Preta Pretinha: a história por trás da primeira loja de bonecas negras do Brasil e As Rainhas loiras da TV e os danos na autoestima das crianças negras

“Eu quero que esse seja um espaço de representatividade, não só para as crianças negras, mas para as mulheres e homens da década de 90,80 enfim, não puderam brincar com brinquedos que fossem parecidos consigo mesmo.” concluiu Rafaela na apresentação do seu canal 

No canal “Minha Barbie Negra” Rafaela apresenta Barbies de diferentes culturas e países! Tem Barbie baiana, nigeriana, albina, queniana e muito mais. Para além de um canal de bonecas, o “Minha Barbie Negra” resgata autoestima de mulheres e crianças negras e apresentam diferentes versões de Barbies que pelo apagamento causado pelo racismo muitos nem sequer sabiam da existência.

Conheça o canal de Rafaela Breves:

Minha Barbie Negra 

Comments