Médico Veterinário sofre racismo por dono de animal, que o impede de cuidar do seu cachorro

0
2565
Imagem: Instagram

O médico-veterinário Raffael Oliveira, que trabalha em uma clínica localizada em Cidade Nova, no município de Iguaba, foi vítima racismo na manhã desta quarta-feira (02). A denúncia foi realizada pela proprietária da clínica, que também divulgou o caso através das redes sociais.

De acordo com a denúncia realizada ao CRMV-RJ, o suspeito, que se identificou como advogado, levou sua cachorra – uma Husky siberiano – para castrar e foi recepcionado pelo veterinário que é um homem negro. O homem teria se negado a ser atendido pelo profissional e não quis assinar o termo de autorização de cirurgia, usando de tons racistas.

Raffael se pronunciou nas redes sociais e falou que “Minha turma é um reflexo claro do que chamamos de racismo estrutural no Brasil; digo isso porque num contexto de 110 alunos que iniciaram o curso, eu era um dos poucos alunos negros e desse grande grupo apenas 57 permaneceram e concluíram o curso. Apesar desse contraste, tive a oportunidade de participar de uma turma muito acolhedora e amiga.”

“Hoje trabalho em uma clínica realizando cirurgias em pequenos animais; me sinto maravilhado e sempre muito desafiado, porque é uma área que exige estudo contínuo e atualização permanente!” Concluiu ele.

Raffael, que além de médico-veterinário, também é técnico em enfermagem, contou que está acostumado a lidar com o público e que tentou ter a maior educação possível com o cliente, apesar de ter sido vítima do crime.

Comments