Fazendo história, Ketanji Brown Jackson foi empossada nesta quinta-feira (30) como juíza da Suprema Corte dos Estados Unidos. Ela é a primeira mulher negra a ocupar o cargo na mais alta corte do país. “Com todo o coração, aceito a solene responsabilidade de apoiar e defender a Constituição dos Estados Unidos e administrar a justiça sem medo ou favor, então me ajude Deus. Estou realmente grata por fazer parte da promessa de nossa grande nação”, disse a juíza em comunicado.

Foto: Justin Sullivan / AFP.

Jackson ingressa no tribunal num momento em que a corte se mantém com baixa confiança do público, principalmente após a polêmica decisão de derrubar o aborto legal no país. Ainda em abril, a juíza foi confirmada pelo Senado para a Suprema Corte. Durante audiência de confirmação, ela prometeu ser justa e imparcial com todos os cidadãos. “Sou juíza há quase uma década e levo muito a sério essa responsabilidade e meu dever de ser independente. Decido os casos com uma postura neutra. Avalio os fatos, interpreto e aplico a lei aos fatos de o caso diante de mim, sem medo ou favor, consistente com meu juramento judicial”, disse ela em sua declaração de abertura perante o Comitê Judiciário do Senado. “Sei que meu papel como juíza é limitado, que a Constituição me dá poderes apenas para decidir casos e controvérsias que sejam devidamente apresentados. E sei que meu papel judicial é ainda mais limitado pela cuidadosa adesão ao precedente.”

A juíza Jackson também fez um juramento judicial de “administrar justiça com respeito às pessoas”, além de garantir o “igual direito aos pobres e aos ricos”. A profissional de 51 anos nasceu em Washington, D.C., e cresceu em Miami. Ela se formou na Harvard College e na Harvard Law School.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments