No dia 7 de fevereiro, Leonel Diaz esperava pelo metrô em São Paulo quando foi entrevistado pelo repórter Thiago Scheuer, da TV Globo sobre as problemáticas dos transportes públicos em horário de pico.

Durante a entrevista, o apresentador Rodrigo Bocardi questionou se o jovem, que usava uma camisa do Clube Pinheiros, estava indo “buscar bolinha lá”.

Leonel então respondeu que estava indo ao tradicional clube paulistano para jogar polo aquático, modalidade em que defende o Pinheiros. Surpreso, Bocardi disse: “Aí sim, eu estava achando que era um dos meus parceiros ali que me ajudam nas partidas”.

Leia também: Rodrigo Bocardi pergunta para atleta negro se ele é catador de bolinhas, por treinar no Clube Pinheiros

Em entrevista ao IG, Leonel disse que só depois, parando para refletir, concluiu que o comentário do jornalista foi “um pouco mal-intencionado, já que as cores do clube são azul e preto, e a blusa dos garotos que repõem as bola de tênis no clube não era parecida com a minha, o único detalhe que tinha de igual era o símbolo da entidade”.

“Também gostaria de falar que não fiquei ofendido, porque se eu fosse pegador de bolinha, seria com muito orgulho, já que grandes atletas fizeram o mesmo. Enfim, pra finalizar eu quero que o âncora se retrate ao vivo, já que o comentário que ele fez foi ao vivo”, disse Leonel.

O atleta também se pronunciou em seu Instagram. De origem Cubana, Leonel vive no Brasil há sete anos “nestes últimos sete anos, dos quais passei a viver aqui, já me considero brasileiro. E o fato de me sentir abraçado por tantas pessoas só reforça ainda mais a minha vontade de defender as cores verde e amarela e ajudar o Brasil a estar entre os melhores do Mundo”.

O jovem agradeceu a todo o apoio e carinho que recebeu das pessoas e do clube.

https://www.instagram.com/p/B8eWiKoBuHa/?igshid=tzhi0mxr85u0

Comments

Comentários