Janelle Monáe lança “Say Her Name”: um protesto contra a brutalidade policial sofrida por mulheres negras

0
Janelle Monáe lança “Say Her Name”: um protesto contra a brutalidade policial sofrida por mulheres negras
Janelle Monae, Alicia Keys e Beyoncé. Foto: Reprodução.

A cantora se uniu ao Fórum de Políticas Afro-Americanas e outras artistas como Beyoncé e Alicia Keys para criar um hino que homenageia 61 mulheres e meninas negras que foram mortas por policiais

A cantora e atriz Janelle Monáe se uniu a outras mulheres negras ativistas para lançar Say Her Name (diga o nome dela, em tradução livre), uma música de protesto em memória de mulheres e meninas que foram mortas por policiais.

Em entrevista à revista People, a cantora disse que queria “trazer mais consciência para o que não foi coberto pela mídia e também permitir que as famílias tenham a oportunidade de ouvir pessoas compartilhando suas histórias sobre suas filhas como seres humanos que eram e como filhas que eram”.

Monáe diz que depois de lançar a música, ela teve uma experiência reveladora e “aprendeu sobre a quantidade de mulheres, principalmente negras, que perderam suas vidas devido à violência policial e suas histórias não foram contadas. Senti que era muito importante que todos nós, em escala global, ficássemos cientes”, afirma.

A música de 17 minutos homenageia 61 mulheres e meninas negras cantando seus nomes.

A Dra. Kimberlé Crenshaw, cofundadora do African American Policy Forum, diz que a comunidade “perdeu a consciência sobre esta tragédia que aconteceu com muitas mulheres negras” e o crescente ativismo é “o tipo de mudança necessária” em nossa sociedade para “inverter as injustiças”. 

Como ativista vocal, ela diz que não importa aonde vá ou com que grupo demográfico esteja falando, as pessoas reconheceriam facilmente os nomes dos homens negros mortos pela polícia – Eric Garner , Michael Brown , Tamir Rice – mas poucos reconheceriam as mulheres e meninas que estavam nas mesmas situações.

“Dizendo os nomes delas, alertamos para o fato de que muitas de suas famílias vivenciam não apenas a perda da filha, mas a perda da perda. É como se o assassinato delas não significasse nada e porque não significa não foi relatado, há um trauma adicional com o qual a família tem que lidar”, conclui.

Os rendimentos da música e do vídeo irão beneficiar a campanha #SayHerName do Fórum de Políticas Afro-Americanas. A organização cria recursos de emergência para apoiar as mães e entes queridos daqueles que morreram. Os recursos também apoiarão o desenvolvimento de artes que ajudem as famílias a contar suas histórias.

Junto com Monáe e Crenshaw, “Say Her Name” também apresenta Beyoncé , Alicia Keys , Chlöe x Halle , Tierra Whack, Isis V., Zoë Kravitz , Brittany Howard , Asiahn, Mj Rodriguez , Jovian Zayne, Angela Rye, Nikole Hannah-Jones , Brittany Packnett Cunningham e Alicia Garza. 

No entanto, Janelle garante que o foco não está nas celebridades com as quais ela colaborou, mas no Fórum e no impacto histórico que eles podem causar.

Ouça Say Her Name:

Comments

No posts to display