Influenciadora e ciberativista Triscila Oliveira tem perfil desativado pelo Instagram

0
2869

A influenciadora Triscila Oliveira teve seu perfil (@afemme) desativado pelo Instagram no último dia 13 de julho, sob a justificativa de ter “violado as regras da comunidade ao infringir os direitos de propriedade intelectual de terceiros”. O perfil da roteirista contava com mais de 300 mil seguidores e em torno de onze mil publicações sobre educação antirracista, empoderamento da mulher preta e autocuidado.

Imagem: Instagram

Em uma reclamação aberta contra a plataforma no site Reclame Aqui, a influenciadora questionou os critérios da plataforma para exclusão de seu perfil. “Cerca de 70% do meu conteúdo são repostagens de outros perfis onde tais conteúdos, (que a plataforma bloqueia ou remove do meu feed) permanecem”, postou.

Eu criei o @afemme1 (inicialmente @femmeholiks) em Agosto de 2015, e ao longo de 7 anos e pouco mais de 11 mil posts de criação e curadoria de conteúdo de caráter educacional, ciberativista, antirracista e feminista, levantei conscientização sobre justiça social e direitos humanos”, escreveu Triscila, que prossegue: “Meu perfil é monetizado e recebo contribuições para a realização deste trabalho, e nesse momento de pandemia tornou-se o único sustento da minha família. Eu preciso da restauração da minha conta”.

Recentemente, Triscila ganhou um notebook da Dell enviado pela Intel para que pudesse continuar produzindo conteúdo para as redes.

Após o ápice dos movimentos do Black Lives Matter no Brasil, alguns influenciadores pretos apontaram a perda de seguidores e o sumiço de postagens. “Interessantemente é que, como sabemos, qualquer pessoa pode anonimamente denunciar uma conta por infringir propriedade intelectual e o Instagram acata, fiz uns experimentos e denunciei uns conteúdos pedófilos, nazistas e pornográficos e…nada, continuam lá. Pedofilia, nazismo e pornografia tudo bem na plataforma, só não pode repostar um vídeo que está pela internet inteira”, desabafa Triscila.

Triscila Oliveira também é conhecida por co-escrever os roteiros dos quadrinhos ácidos “Os Santos” e da série “Confinada” junto com o ilustrador Leandro Assis.

Comments