ID_BR promove editorial em busca de Igualdade Racial no audiovisual brasileiro 

0
236

Amor, cor, pessoas e espaço. “O amor não é vermelho” é um editorial promovido pelo Instituto Identidades do Brasil (ID_BR) para fazer uma contra narrativa aos modelos de casais difundidos no audiovisual brasileiro.  A partir de um olhar racializado a ação pretende colocar a coletividade para pensar na importância da representatividade.

Um dos casais convidados foi o ator Érico Brás e a atriz e defensora das mulheres negras na ONU Mulheres Brasil, Kênia Maria, casados há seis anos. A família de atores produz uma websérie  chamada “Tá Bom pra Você?”, disponível no YouTube, que questiona a falta de representatividade de famílias negras em comerciais.

Apesar dos negros no Brasil representarem 54% da população (IBGE), o percentual de negros no elenco dos 97 filmes brasileiros de ficção lançados em 2016 foi de apenas 13,4%, segundo pesquisa divulgada, este ano, pela Agência Nacional do Cinema (Ancine). Os dados ainda revelam que apenas 2,1% dos filmes foram dirigidos por homens negros e nenhum dirigido ou roteirizado por uma mulher negra.

A proposta do Editorial é construir um outro conceito para a cor do amor, desmistificar alguns padrões e reforçar a importância da igualdade racial no audiovisual. Também participaram do ensaio a modelo Bárbara Louise e o produtor cultural Pedro Oliveira, que namoram há um ano.

Editorial O Amor Não é Vermelho
Realização: Instituto Identidades do Brasil @id_br
Fotógrafo: Thiago Bruno @euthiagobruno
Styling: Babi Louise @babilouisee
Make Up: Ingrid Louise @ingrid_louisee
Hair: Marcia Valeria @marciavaleriaoficial
Produtor: Leonne Gabriel @leonne_black
Locação: @188studio

Participaram do ensaio os casais @ericobras e @keniamariak , @babilouisee e @pedroliveira_02

 

Comments

Comentários