Texto: Kauan Ferreira *

Cantora, pianista, compositora, ativista. Muitos eram os cargos atribuídos a Nina Simone. A pisciana nascida como Eunice Kathleen Waymon, em 21 de fevereiro de 1933 nos EUA e falecida em 21 de abril de 2003 na França, devido a um câncer de mama, completaria hoje 87 anos se estivesse viva.

Sua vida, virou um documentário em 2015 com o ‘’What Happened Miss Simone?’’ A Obra chegou a ser indicada ao Oscar e você pode assistir quando quiser na Netflix. Em 2016, o filme ‘’Nina’’ contou sua vida mais uma vez, porém não foi tão bem recebido. O longa gerou muita polêmica por ter Zoe Saldana no papel principal, o que levou a atriz a fazer black face para se parecer com Nina. Quando invés disso, era muito mais fácil ter chamado uma atriz que se parecesse com a cantora (Michaela Coel, por exemplo.) Entretanto se você ficou curioso para ver a obra, saiba que ele vai passar hoje as 22h, no Telecine Touch.

Além da vida, é claro, podemos aproveitar o dia de hoje para celebrar a carreira de Nina. E Para quem tem Now, fica a dica: O memorável Show em Montreux de 1976 encontra-se disponível na plataforma. Caso esse não seja o seu caso, não se preocupe: Ele também está completo no Youtube.

Em suas músicas, Nina falava sobre muitas coisas, todas necessárias –seja amor, liberdade ou direitos humanos, afinal eles estão mais ligados do que pode parecer. Assim como muitos outros de nossos ídolos, tudo o que Nina cantava ainda é muito relevante nos dias de hoje. Em Four Woman, ela aborda feminismo negro e colorismo. A música retrata a vida de quatro mulheres negras e os lugares que lhe são dados na sociedade, de acordo com suas características.

Já em “Ain Got No- I Got Life”, a cantora fala sobre amor próprio, auto confiança e sobre ter a si mesmo sobre todas as coisas, mesmo que você não tenha nada. Você tem a vida. A música foi inclusive tema de um comercial da marca italiana Benetton. Por sinal, essa não foi a primeira vez que alguma grife europeia usou uma canção de Eunice em sua campanha. O mesmo já tinha acontecido nos anos 80 quando a francesa Chanel usou ‘’My Baby Just Cares For Me’’, para o comercial de um de seus perfumes.

Nina se foi, mas deixou uma vasta obra que serve de inspiração para muitos artistas, tais como Alicia Keys, Lana Del Rey, Fantasia Barrino, Lauryn Hill e uma longa lista de famosos e anônimos.

Hoje, só nos resta agradecer e respeitar todo o legado de Nina.

Kauan Ferreira tem 21 anos, estudante. Apaixonado por moda, design e cultura  pop.

Comments

Comentários