“Eu não votei no Bolsonaro e não apoio seu governo”. Djavan se pronuncia sobre boatos que ocorrem desde 2018

0
“Eu não votei no Bolsonaro e não apoio seu governo”. Djavan se pronuncia sobre boatos que ocorrem desde 2018

O cantor, compositor e multi-instrumentista Djavan se pronunciou através de suas redes sociais sobre os boatos que correm desde 2018 sobre um suposto apoio seu ao governo do presidente Jair Messias Bolsonaro. “Em 2018, tentaram me associar a esse governo por eu ter dito em entrevista que tinha esperança no futuro do Brasil. O futuro, para mim, pertence ao povo que sempre poderá buscar – nas ruas e nas urnas – as transformações sociais que farão do Brasil um país livre e próspero”, inicia a nota acompanhada por uma imagem em letras garrafais com a mensagem: “Eu não apoio Bolsonaro“.

Imagem: Instagram

Na última segunda-feira, dia 21, Djavan já tinha postado uma mensagem de luto e repúdio pela marca trágica de 500 mil mortes pela Covid no Brasil.  “Absurdo! Chegamos à trágica marca de mais de 500 mil mortes pela Covid_19. 500 mil vidas, avós, pais, mães, filhos, irmãos, amigos, colegas de trabalho, histórias, sonhos, amores. 500 mil vidas perdidas! É urgente que isso tenha um fim! Vacina para todos!”, postou o cantor que teve o perfil invadido por dezenas de comentários de apoiadores do atual presidente.

O cantor nunca foi tão incisivo ao opinar ou compor sobre política em comparação aos seus pares da MPB como Caetano Veloso, Gilberto Gil e Chico Buarque, mas nunca deixou de fazê-lo, como no disco “Vesúvio” em que mensagens políticas eram acompanhadas pela levada pop/samba características do artista. No próprio release do disco, Djavan clareia o intuito de sua mensagem. “Esse é um disco pop com músicas marcadas pelo amor, pela política e pelo poder da natureza”, escreveu. 

Com a situação calamitosa que o país tem passado, há um movimento nas redes para que artistas se posicionem mais claramente sobre o que pensam a respeito da condução do atual Governo Federal frente à pandemia do coronavírus. A postagem de Djavan traz alívio aos fãs que não enxergavam paralelo entre sua arte e um possível apoio ao desastre liderado por Jair Bolsonaro.

Confira a nota na íntegra:

“Em 2018, tentaram me associar a esse governo por eu ter dito em entrevista que tinha esperança no futuro do Brasil. O futuro, para mim, pertence ao povo que sempre poderá buscar – nas ruas e nas urnas – as transformações sociais que farão do Brasil um país livre e próspero.Depois de dizer algumas vezes que aquilo era mentira, eu percebi que de nada adiantaria: o desmentido na internet tem efeito contrário, coloca a mentira em evidência.

Tenho décadas de vida pública e uma longa carreira, e quem me conhece sabe dos meus posicionamentos sobre política, problemas sociais, culturais, raciais, homofobia, xenofobia etc. Por isso, é impossível haver qualquer compatibilidade entre mim e um governo errático, que tem atuado na contramão da ciência e que, sempre que pode, demonstra seu desprezo pela democracia.

Não tem cabimento.

Eu NÃO votei no Bolsonaro e NÃO apoio o seu governo.

Djavan

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display