Em live, Tatiana Novais e a psicóloga Jeane Tavares discutem o “Impacto psicológico do cabelo crespo e da transição capilar”

0
1005
Foto: Filme Enraizadas

O cabelo crespo é uma questão séria. Quem o tem sempre soube disso. “O cabelo não nos deixa esquecer que somos pretos” é uma fala antiga, mas de um tempo próximo, quando era um ideal de muitos tentar esconder ou disfarçar suas raízes.

Muita coisa mudou. O cabelo tornou-se um símbolo da negritude, e, acima de tudo, um orgulho. A tão comentada transição capilar, como próprio nome diz, exige um período intermediário e representa uma mudança no curso da história. Ao mesmo tempo, esta transição não deve ser uma obrigatoriedade, muitas vezes incentivada pelo milionário mercado de beleza, que sabe muito bem explorar novas tendências.

Meu cabelo, particularmente, é uma das grandes questões de minha história, hoje compreendo seu significado. Tão importante que, após ter feito 8 anos de residências médicas e especialização, resolvi viajar para fazer cursos extensivos em Tricologia Estética e Tricologia Médica pra melhor entender esse universo e auxiliar minhas pacientes.

Por compreender o impacto psicológico de tudo isso, tenho a honra de conversar sobre o tema com a Psicóloga Jeane Saskya Campos Tavares, Prof. Dra. em Saúde Pública, docente da Universidade Federal do Recôncavo (UFRB) e grande estudiosa e palestrante da Saúde Mental da População Negra. Aguardo vocês na próxima quarta-feira dia 7 de outubro ás 17hs.

Comments