Em EP de autoafirmação da autoestima do povo preto, Jéssica Ellen lança single “Macumbeira”

0
355
Foto: Gabriella Maria/Divulgação

“Meu desejo é fazer com que se tenha orgulho em falar e assumir. Porque não há nada de mal, é uma escolha pessoal, que não afeta ninguém.” disse a atriz  em entrevista ao “O Globo”.

O single chega nas plataformas digitais neste Dia da Consciência Negra, a música de autoria do historiador, compositor e babalaô Luiz Antonio Simas, é uma crítica e uma autoafirmação de fé e autoestima do povo preto. O single integrará o EP de mesmo nome que será lançado em 2021, e o EP se trata de um manifesto da atriz contra as queimadas das florestas e também uma homenagem ao avô e à umbanda.

O single nasce como uma forma de protesto e do questionamento de como os políticos vêm tratando o assunto, chegando ao ponto de responsabilizar indígenas e quilombolas pelas queimadas. Para Jéssica, a música é “como um manifesto, uma maneira de resistir e um grito de alerta sobre as queimadas aqui e no mundo”. 

O single “Macumbeira” foi idealizado e gravado pela artista durante a pandemia, e a temática vem para homenagear seu avô – partiu há 16 anos – e a Umbanda que é também fator determinante em sua trajetória, uma vez que se trata de sua primeira recordação com a espiritualidade.

 “A umbanda foi o primeiro contato que tive ainda criança com alguma espiritualidade, por intermédio de meu falecido avô. Neste ano, 2020, um ano superintenso, de reclusão, aproveitei para revisitar e me aprofundar mais da minha história familiar, que é uma coisa que eu gosto, me interesso e de intensa pesquisa pessoal”, explica Jéssica 

“A arte, a religião, a fé, a música, me trazem a certeza que dinheiro não é oxigênio” resume ela sobre como vê a canção e futuro EP como uma forma de expressão e acredita ser sobre o modo em que suas criações podem afetar as pessoas.

Em uma homenagem anterior Jéssica homenageou a sua avó, em clipe emocionante do álbum Sanfoka

O EP completo tem previsão de lançamento para 20 de janeiro, dia de São Sebastião, padroeiro da cidade e contará com sete faixas que representam as sete linhas da Umbanda. “A Umbanda possui muitas entidades, não daria para homenagear todas em um EP, então escolhi algumas personalidades que são muito fortes e cada faixa será uma homenagem para uma entidade – explicou a artista.

Confira a letra de “Macumbeira”:
Você quer matar a mata
Mas a mata te mata seu escroto
Dentro da mata tem coco
No coco tem mironga do caboclo
Mandigueira
Na coité bebo a força da Jurema
Feiticeira
Mel de abelha em fulô de alfazema
Corro a gira Sou cabocla Jupira e a caipora
Pombagira
Com Seu Sete da Lira na viola Você quer matar a rua
Mas a rua te mata, seu canalha
Com a fundanga de seu Tranca
E a mandinga de Maria Navalha
Calundeira
Já curei fazendo saia rodar
Preta Velha
Sou sereia das águas do Opará
Marisqueira
Guerrilheira das guerras do Brasil
Macumbeira
Dei um drible na morte, ela caiu

Comments