Após ser expulso de “A Fazenda” por suspeita de estupro, Nego do Borel se manifesta: “Vocês vão acabar tirando minha vida”

0
Após ser expulso de “A Fazenda” por suspeita de estupro, Nego do Borel se manifesta: “Vocês vão acabar tirando minha vida”
Foto: Reprodução/Instagram.

O funkeiro Nego do Borel foi expulso do reality show A Fazenda, acusado de ter abusado sexualmente da participante Dayane Mello durante a madrugada do último sábado(25), após supostamente praticar atos libidinosos com a modelo, que estava visivelmente alcoolizada. Em vídeo publicado no Instagram no último domingo (26), o cantor chora e relembra acusações que foram feitas sobre ele e já desmentidas. “Vocês vão acabar tirando a minha vida”, disse Borel, sugerindo que pensa em cometer suicídio.

“Vim aqui esclarecer algumas coisas que estavam acontecendo. Primeiro, as de aqui de fora, antes de eu entrar no reality. Gente, aqui fora, do começo do ano para cá, eu vim sendo acusado de várias coisas, entre elas que tinha um fuzil na minha casa. A polícia veio e achou um fuzil paintball, que era o que eu tinha. Fui acusado de passar doença, HPV. Fiz todos os exames, de sangue… Saiu o resultado e não tive nenhuma doença e nunca tive. Fui acusado de ter R$ 2 milhões na minha casa de dinheiro em espécie, e a polícia veio aqui e pegou R$ 420 mil. Esse dinheiro foi devolvido porque eu provei que é lícito”, começou o artista se referindo às acusações feitas pela ex-noiva, Duda Reis.

Sobre as acusações de estupro, ele disse se desculpou por ter dormido com uma mulher alcoolizada. “No reality, conheci a Day. Uma pessoa maravilhosa, gentil, simpática. A gente acabou se envolvendo, acabamos gostando um do outro, tendo afinidade e aconteceu o que aconteceu, que até agora não sei porque estou na minha casa. Mas se for pelo fato da Dayane ter dormido comigo, no estado que ela estava, desde já, quero aqui, primeiramente pedir perdão… Quero pedir desculpas a todas as mulheres que se sentiram incomodadas. Eu não tive maldade na hora. Vocês podem ver na filmagem que quando ela fala não, vou dormir. Não faço mais nada. A gente não transa, eu não forço nada. Não entendi nada porque acordei na minha casa.”

“Eu dormi ao lado de uma pessoa que estava alcoolizada. Eu estava querendo ficar com ela e ela ficar comigo. Eu estou sendo tachado como bandido, como criminoso. Eu quero saber o que eu fiz para merecer tanto ódio. Eu não estou aqui me vitimizando, não sou nenhum santo. Mas muitas coisas que foram ditas ao mesmo respeito não são verdade”, disse Borel, que diz que as acusações que ele vem sofrendo também têm um componente de racismo.

“Isso é o racismo na cara da sociedade. É porque eu sou preto, porque eu sou funkeiro, porque eu vim da favela? Isso é muita covardia que estão fazendo comigo”, disse Nego do Borel, que setenciou: “Vocês vão acabar tirando a minha vida. Eu tô depressivo por dentro, eu tô mal, eu tô muito quebrado porque eu sei que é uma coisa que eu não fiz. Eu não sou o monstro que as pessoas estão falando, eu não sou estuprador”, disse.

Nas redes sociais, o caso teve grande repercussão, com pessoas defendendo Nego do Borel, e muitas reafirmando que “não é não” e que ele não deveria nem ter começado contados mais íntimos com uma mulher visivelmente alcoolizada.

Em entrevista concedida à produção do programa, a modelo Dayane Mello disse que Nego do Borel “não foi abusivo” com ela “em nenhum momento” e que os dois não mantiveram relações sexuais naquela noite. Mas, questionada pela produção se ela se lembrava de coisas que falou, como o fato de ter uma filha e pedir para o cantor parar e também sobre a tentativa dos peões de tirá-la da cama do funkeiro, ela não se lembrava.

De acordo com o programa, esses dois pontos foram cruciais para e expulsão do funkeiro do programa.

Comments

No posts to display