Advogada e ativista Juliana Souza lança livro “Torrente Ancestral: Vidas Negras Importam?”

0
Advogada e ativista Juliana Souza lança livro “Torrente Ancestral: Vidas Negras Importam?”

A advogada e ativista Juliana Souza lança o livro ‘Torrente Ancestral: Vidas Negras Importam?’  que traz reflexões e críticas sobre  fatos históricos sobre condições de vida e existência da população negra. A obra convida o leitor a questionar práticas estabelecidas e praticar novas.

Imagem: Divulgação

O livro chega para compor a  série “Leituras Críticas Importam“, da Editora Matrioska, coordenada pelo professor e escritor Álvaro Gonzaga com o intuito de debater questões fundamentais para os direitos humanos e já conta com publicações do Padre Júlio Lancellotti e Silvia Pimentel. “O Álvaro me convidou para escrever sobre questões raciais depois que ele assistiu minha live com a Anitta junto com a Silvia Souza (advogada e pós-graduada em direitos humanos, diversidade e violência pela UFABC) para falar sobre o genocídio da população negra. A partir daí surge esse convite”, relembra Juliana.

A advogada conta que o processo de pesquisa mostrou coisas que mesmo para quem já é íntima da história foi interessante descobrir. “Foi algo bastante revelador esse processo de escrever. Tanto nas pesquisas que fiz e nas coisas que descobri sobre nossa história, embora a gente se considere uma pessoa letrada, a gente sempre acaba descobrindo muitas coisas. Ver que, de fato, quando o movimento negro, as pessoas negras, os nossos intelectuais fizeram e fazem a resistência, são coisas que são ditas há mais de cem anos e a gente está ouvindo isso, tendo acesso a isso só agora por conta do processo de epistemicídio”, reflete a autora que com o livro traz relatos autobiográficos e históricos como forma de trazer pessoas negras e não negras a pensar sobre os processos que moldaram a condição atual das pessoas pretas em diversos aspectos.

Imagem: Acervo pessoal

O livro dividido em quatro capítulos também traz algumas questões jurídicas, mas sem mergulhar no “juridiquês” inacessível. Juliana entende a obra como uma forma de dar voz e amplificar o alcance tão curto que pessoas negras tiveram através da história do nosso país.

“Eu estou feliz de estar bem acompanhada nesta coleção. O Padre Júlio Lancelotti escreveu um livro sobre a população em situação de rua, o próprio Álvaro Gonzaga escreve um livro sobre decolonialismo indígena, tem livro sobre a questão LGBTQ+, enfim, tem muita coisa interessante e estou feliz de ter concluído esse trabalho, especialmente por constatar que nós, pessoas negras fomos silenciadas, ou tentaram nos silenciar. Na capa do livro tem as mulheres da minha vida,  minha mãe, minhas tias e uma grande amiga minha. Uma das minhas tias já faleceu e faço isso em homenagem a elas porque algumas delas não tiveram oportunidade de estudar, não sabem ler, nem escrever e a gente também poucas tem a oportunidade de ler e escrever nossa narrativa em primeira pessoa, sem interlocutores. Então estou muito feliz de concluir esse trabalho, que foi um processo muito dolorido, mas, mais uma vez, muito revelador”, conclui.

Livro:  Torrente Ancestral: Vidas Negras Importam?
Autora: Juliana Souza
Editora: Matrioska
Páginas: 120
Preço: R$ 42,50
Clique aqui para adquirir

Comments

No posts to display