1ª Virada AfroCultural de Campinas: Edital vai contemplar e remunerar artistas negros

0
202
Imagem: Divulgação

Estão abertas as inscrições de artistas multilinguagens para a 1ª edição da Virada AfroCultural de Campinas, que acontecerá entre os dias 10 e 11 de abril deste ano, em plataformas online por causa do novo coronavírus, a Covid-19.

As inscrições são gratuitas, vão até o dia 12 de fevereiro e os artistas selecionados devem ter propostas obrigatoriamente autorias. Cada artista ou grupo escolhido receberá R$1.000,00 pela apresentação. Os artistas interessados podem se inscrever através do link:https://linktr.ee/viradaafrocultural.

O resultado será divulgado em 19 de fevereiro e o edital vai contemplar ações nas áreas de música, artes cênicas, cultura popular, literatura, artes visuais e/ou outras linguagens.

A iniciativa inédita é do coletivo REAJU – Rede Articula Juventudes em parceria com a Agência Mandinga de Favela e apoio do Coletivo Margem Cultural e foi viabilizada através do edital da Lei Aldir Blanc da Secretaria de Cultura de Campinas.

A Virada AfroCultural traz, além de apresentações artísticas, ações educativas, oficinas e palestras, bem como a exibição do documentário do centro de referência Quilombo Urbano O.M.G. (Oziel, Monte Cristo e Gleba B). A proposta é difundir e valorizar a cultura afroreferenciada e fortalecer a comunidade afrodiaspórica da região, por isso, o edital vai privilegiar inscrições de pessoas pretas, transgêneras, afroindígenas e com deficiência.

“Acreditamos que o aquilombamento artístico seja um ponto essencial no enfrentamento ao racismo e no engajamento à luta antirracista em nosso território. Por esse motivo, daremos prioridade aos artistas racializados, pensando a partir das políticas afirmativas vigentes”, disseram os organizadores do evento.

Para que o evento aconteça serão aceitas propostas de qualquer ação de natureza artística e cultural afro-referenciada, que seja realizada por pessoas pretas, pardas ou indígenas, individualmente ou em grupo, desde que sejam da Região Metropolitana de Campinas (RMC).  As apresentações serão realizadas no formato live, ou seja, com transmissão ao vivo pela Internet.

Comments