Surpreenda a todos com as deliciosas sobremesas do continente africano

0
1351

É hora do sobremesa! Quem aí me diz nome de 5 sobremesas africanas? Difícil, né?
Então hoje trago receitas de sobremesas que você precisa conhecer e se tornará sinônimo de afeto. Todas elas tem sabores que já conhecemos, porém trazem toques especiais de sabores ancestrais africanos.

Segundo a pesquisa, publicada no “Journal of Personality and Social Psychology”, pessoas que gostam e consomem doces são mais propensas a ajudar outras em necessidade e a serem mais amáveis do que aquelas que não costumam comer guloseimas. A conclusão foi alcançada após cinco experiências.

Depois desta pesquisa pessoas “formigas” como eu se esbaldarão ainda mais.

MELKTERT

A Melktert, que significa ‘torta de leite’ na língua africâner, é uma sobremesa clássica sul-africana. Consiste em uma torta com crosta de massa doce, preenchida com um creme leve e cremoso à base de leite, farinha, açúcar e ovos. É servida polvilhada com canela em pó, gelada ou em temperatura ambiente.

Ingredientes
Massa:
• 1/4 xícara de manteiga
• 1/4 xícara de açúcar
• 1 xícara de farinha
• 1 colher (chá) de fermento
• 1 pitada de sal
• 2 colheres (sopa) de água gelada
Recheio:
• 4 xícaras de leite
• 2 colheres (sopa) de farinha de trigo
• 2 colheres (sopa) de amido de milho
• 1/2 xícara de açúcar
• 1 colher (chá) de canela em pó
• 1 colher (sopa) de manteiga
• 1 colher (chá) de essência ou extrato de baunilha
• 2 ovos
• canela em pó para polvilhar
Modo de preparo
Massa:
• Bata a manteiga e o açúcar.
• Junte a farinha, o fermento e o sal e misture somente até a massa ficar homogênea.
• Embrulhe em plástico filme e leve à geladeira por 30 minutos.
• Forre o fundo e os lados de uma forma de torta de aproximadamente 23cm de diâmetro com a massa.
• Asse em forno pré-aquecido a 180ºC por 10 minutos.
Recheio:
• Junte a farinha, o amido de milho, o açúcar e a canela ao leite.
• Leve ao fogo e cozinhe em fogo baixo, mexendo sempre.
• Quando levantar fervura, continue mexendo por mais 3 minutos e retire do fogo.
• Ainda quente, adicione a manteiga e a baunilha e misture. Deixe esfriar.
• Com a mistura de morna a fria, acrescente os ovos, um de cada vez, batendo bem.
• Espalhe o creme por cima da massa e volte ao forno a 200ºC por mais 20 minutos.
• Depois de assada polvilhe canela em pó por cima.
• Sirva quente ou leve à geladeira.

Cocada Angolana

Cocada é um doce à base de coco, tradicional em várias regiões do mundo, especialmente na América Latina e em Angola.
Receita típica de Angola leva especiarias

INGREDIENTES
500 gramas açucar
1litro de água
1 casca de limão
1 pau de canela
3 unidades de cravo da Índia
1 unidade de anis estrelado
350 gemas coco ralado
2 1⁄2 litros de leite de coco
 1 colher de café canela em pó

Preparo:
Leve o açúcar, a água, a casca de limão, o pau de canela, anis e os cravos ao lume e deixe ferver até obter o ponto pérola. Adicione o coco ralado e deixe cozinhar cerca 2 minutos, mexendo de vez em quando.
Junte o leite de coco e deixe ferver em lume brando, mexendo de vez em quanto até engrossar.
Retire os cravos, a casca de limão, pau de canela e anis.
Deite num recipiente e deixe arrefecer. Polvilhe com canela em pó.

Pérola Negra (docinho africano)

doce autoral da Chermoula Cultura Culinária, inspirado no doce de coco Qumbe.
Qumbe é uma palavra do quibundo que significa dengo é reconhecido como alimento sagrado do Orixá Oxum. Existe um docinho feito de massa farinha de amêndoas ou farinha de arroz, leite de coco e açúcar, Originario da Somália, bastante semelhante ao Qumbe, sigo com minhas pesquisas investigativas.

Mas o docinho africano da Chermoula não é o Qumbe, ele é um doce autoral que eu @alinechermoulaoficial criei para meu menu de pratos da Diaspora Africana pelas Américas.

Trazendo ingredientes da Diáspora tais como, cravo, coco, amendoim, canela, e também ingredientes de nossa vida cotidiana, nesta América recriada a partir da colonização, seu formato redondinho remete ao brigadeiro e o criei com intuito de trazer mais sabor e referência de África às festas e comemorações, visto que nestes passamos a consumir doces europeus até deixando os doces brasileiros de lado.

Uma forma de trazer mais cultura culinária à nossa mesa.

Ingredientes:
• 1 lata de leite condensado
• 3 colheres (sopa) de manteiga
• 1 xícara de cacau em pó
• 250 gramas de chocolate meio amargo picado
• 100 gramas de amendoim ou amêndoa picada
• 26 cubos pequenos de doce de leite
• 250 gramas de coco ralado

Preparo: Em uma panela média, misture o leite condensado, a manteiga, o cacau em pó, o chocolate meio amargo e o amendoim. Leve ao fogo baixo mexendo sempre por cerca de 20 minutos ou até que desgrude da panela. Transfira para um prato untado com manteiga e deixe esfriar. Retire porções da massa, recheie com os cubos de doce de leite e enrole formando os docinhos. Passe-os no coco ralado e sirva em forminhas de brigadeiro.

Receita de Hertzoggies (Doce Holandês e Tortinhas de Merengue de Côco)

Esses deliciosos doces sul-africanos (alguns chamam de tortas, enquanto outros insistem que são biscoitos) serão mais conhecidos como Hertzoggies para alguns leitores sul-africanos. Este tratamento único à hora do chá Afrikaner é como a criança das tortas tradicionais holandesas, uma vez importadas exóticas das antigas colônias holandesas, como geléia de damasco, coco desidratado e açúcar.

Ingredientes
• 1 caixa de massa folhada
• 6 colheres de chá de geléia de damasco
• 5 colheres de sopa de açúcar refinado
• 1/2 colher de chá de fermento em pó
• 2 claras de ovos
• 3/4 de xícara de coco ralado
Preparo:
1. Pré-aqueça o forno a 400 F (200 C).
2. Unte uma bandeja com 12 buracos ou uma bandeja para muffins.
3. Corte 12 rodelas de massa pronta para caber nas cavidades e forre as cavidades com as rodelas de massa.
4. Colher 1/2 colheres de chá de geléia de damasco em cada cavidade.
5. Combine o açúcar refinado e o fermento em pó e reserve.
6. Bata as claras até ficarem firmes e dobre na mistura de açúcar. Em seguida, dobre o coco.
7. Colher uma colher de sopa da mistura de merengue em cima de cada rodada de pastelaria cheia de geleia.
8. Asse por 10 a 15 minutos, ou até dourar por cima.
9. Retire do forno e deixe esfriar em um rack de resfriamento de arame. Sirva com café ou chá.

Brinholas (bolinhos de chuva de banana)

Receita moçambicana, muito praticada em Cabo Verde também.

•           3 bananas maduras
•           2 ovos
•   1 colher de café de canela em pó
•   1 colher de café de cravo em pó
•           1/2 xícara de leite
•           1/2 xícara de farinha de trigo
•           1/2 xícara de açúcar refinado
•           açúcar com canela para polvilhar
•           óleo para fritura
1.  Amasse bem as bananas
2.  Bata os ovos com o leite e misture com as bananas
3.  Adicione o açúcar e a farinha, cravo , canela e misture bem
4.  Aqueça o óleo em uma panela, para a fritura
5.  Utilize uma colher de sobremesa para ir colocando a massa no óleo bem quente
6.  A massa começará a boiar no óleo e fritar
7.  Vire a brinhola, quando estiver dourada de um lado e frite até ficar totalmente dourada
8.  Vá retirando as brinholas e colocando sobre um papel, para retirar o excesso de óleo
9.  Polvilhe as brinholas com açúcar e canela

Toda semelhança com algum doce afro-brasileiro não é mera coincidência!

Comments