Slam de poesia virtual abre inscrições para mulheres e LGBTs de toda Bahia

0
147
Foto: Camila Aguiar

Em 2ª edição, o Slam de Poesia, que movimentou a internet no início da quarentena, ganha proporção e vira Festival Pandemia Poética. Agora, além de batalha de poesia com prêmio em dinheiro, o projeto terá oficinas, seminário e lives com apresentações poéticas. 

As inscrições para as poetas que pretendem competir pelos prêmios de R$500,00, R$300,00 e R$200,00 podem ser feitas através do link (https://bit.ly/3pBaN3A). As poetas finalistas também terão a oportunidade de se apresentar ao vivo na live final do Festival. O público poderá votar para ajudar a decidir qual poesia merece ganhar e poderá assistir o resultado ao vivo, se emocionando junto com as slammers (poetas de batalha). 

Serão 12 classificadas para a disputa, exclusivamente poetas mulheres e LGBTQIA+ da Bahia, e a curadoria será feita pelas artistas e poetas Amanda Rosa, Sued Hosaná e Fabiana Lima, co-idealizadora do Slam das Minas BA. A divulgação das competidoras selecionadas será feita ao vivo na primeira live poética do Festival, dia 21 de março. A live que será exibida pelo canal Selo Nsabas terá apresentação das finalistas da 1ª Edição do Slam Pandemia Poética, Bruna MC, Lara Nunes, Rool Cerqueira e Carine Narciso.

O Pandemia Poética é uma realização do Selo Nsabas e teve sua primeira edição em 2020, apenas como Slam (batalha de poesia), gerando renda para 12 agentes culturais, entre competidores e produtoras. Na 2ª edição, o projeto tem suporte da Giro Planejamento Cultural e apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal. Esse investimento vai permitir que quase o dobro de pessoas sejam remuneradas nesta edição, que também traz novidades.  

Comments