Semana dos 130 anos de abolição terá premiação histórica no Rio de Janeiro

0
249

O Brasil carece de eventos que premiem pessoas e instituições que contribuem para o enriquecimento sócio e econômico da comunidade negra, parcela que representa mais da metade da população.

Dentro da programação do  III Jantar Beneficente Sim à Igualdade Racial, que será realizado pelo Instituto Identidades do Brasil (ID_BR), no dia 17 de maio no hotel Copacabana Palace,  está o Prêmio Sim à Igualdade Racial, que premiará personalidades atuantes na questão racial, entre os nomes bem conhecidos que concorrem ao prêmio estão, como Lázaro Ramos, Emicida, Karol Conká, Djamila Ribeiro, Zezé Motta, Joaquim Barbosa e o escritora Conceição Evaristo.

O vencedores ganharão uma placa dourada assinada por  Vik Muniz, um dos principais artistas plásticos da atualidade. Os nomeados ao prêmio são empresas e personalidades que se destacaram nos setores Educação, Empregabilidade e Cultura durante 2017.

As cotas e ingressos individuais para quem quer participar do evento, que além do jantar terá um pocket show da cantora Iza, continuam disponíveis.

Confira os nomes de quem concorre ao prêmio.

– Pilar Educação –

 Quem votou:

João Souza (CEO – Fa.Vela)
Regina Casé (Apresentadora)
Pedro Vergueiro (Executivo HSM)
Cátia Yuassa Tokoro (Executiva OI)
Ricardo Siqueira (Executivo – Fundação Dom Cabral)

 

Intelectualidade Negra

 – Ana Maria Gonçalves

– Conceição Evaristo

– Djamila Ribeiro

Resumos:

::Ana Maria Gonçalves::

Escritora, mineira, trabalhou como publicitária em São Paulo, mas abandonou a profissão em 2002 para morar em Itaparica e escrever seu primeiro livro. Mais tarde, fixou residência em Nova Orleans.

Seu segundo romance, Um defeito de cor, de 2006, conquistou o Prêmio Casa de las Américas na categoria literatura brasileira. A obra, inspirada na vida de Luísa Mahin, conta a trajetória de uma menina nascida no Reino do Daomé e capturada como escrava aos 8 anos de idade, até a sua volta à terra natal como mulher livre.

::Conceição Evaristo::

Conceição nasceu numa favela da zona sul de Belo Horizonte, vem de uma família muito pobre, com nove irmãos e sua mãe, e teve que conciliar os estudos trabalhando como empregada doméstica, até concluir o curso normal, em 1971, já aos 25 anos. Mudou-se então para o Rio de Janeiro, onde passou num concurso público para o magistério e estudou Letras na UFRJ.

Conceição estreou na literatura na década de 90, é mestra em Literatura Brasileira pela PUC-Rio, e doutora em Literatura Comparada pela Universidade Federal Fluminense.

Suas obras abordam temas como a discriminação racial, de gênero e de classe. Atualmente, Conceição leciona na UFMG como professora visitante.

::Djamila Ribeiro::

É uma feminista e acadêmica brasileira, pesquisadora e mestre em Filosofia Política pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Tornou-se conhecida no país por seu ativismo na internet.

Graduou-se em Filosofia pela Unifesp, em 2012, e tornou-se mestre em Filosofia Política na mesma instituição, em 2015, com ênfase em teoria feminista. Suas principais atuações são nos seguintes temas: relações raciais e de gênero e feminismo. É colunista online da Carta Capital, Blogueiras Negras e Revista Azmina e possui forte presença no ambiente digital.

Em maio de 2016, foi nomeada secretária-adjunta de Direitos Humanos e Cidadania da cidade de São Paulo durante a gestão do prefeito Fernando Haddad.

Projetos de impacto

– Educafro
– Gerando Falcões
– Instituto Reação

Resumos:

::Educafro – Projeto do Frei Davi::

Rede de Pré Vestibulares Comunitários, Bolsa de Estudo em Graduação e Pós-Graduação. Educação para negros e periféricos.

O objetivo geral da EDUCAFRO é reunir pessoas voluntárias, solidárias e beneficiárias desta causa, que lutam pela inclusão de negros, em especial, e pobres em geral, nas universidades públicas, prioritariamente, ou em uma universidade particular com bolsa de estudos, com a finalidade de possibilitar empoderamento e mobilidade social para população pobre e afro-brasileira.

::Gerando Falcões – Projeto do Eduardo Lyra::

Sediado em Poá, cidade da Grande São Paulo, o projeto nasceu com o intuito de causar transformação social e mudar a realidade das periferias. O movimento começou em 2011, com pequenas ações e grandes ideias do então empreendedor social Eduardo Lyra, na época com 22 anos. A ONG foi institucionalizada em 25 de junho de 2013. No primeiro ano de fundação, o GF recebeu financiamento do Instituto PDR, que profissionaliza projetos de entidades com potencial de gerar alto impacto social.

Com o recurso, a organização conseguiu implantar sete projetos socioeducativos, que atingem mais de 100 mil jovens por ano. O crescimento médio de abrangência é de cerca de 25% ao ano.

::Instituto Reação – Projeto do Flavio Canto::

Criado pelo medalhista olímpico Flávio Canto, seu técnico Geraldo Bernardes e amigos em 2003, o Instituto Reação é uma organização não governamental que promove o desenvolvimento humano e a inclusão social por meio do esporte e da educação, fomentando o judô desde a iniciação esportiva até o alto rendimento. A proposta é utilizar o esporte como instrumento educacional e de transformação social, formando faixas pretas dentro e fora do tatame.

Mais de mil e trezentas crianças, adolescentes e jovens são beneficiados em seis polos: Rocinha, Cidade de Deus – Jacarepaguá, Cidade de Deus – Polo de Iniciação, Tubiacanga, Pequena Cruzada e Deodoro.

Inspiração

 – Joana D’Arc Félix de Souza

– Joaquim Barbosa

– Zezé Motta

Resumos:

::Joana D’arc Félix de Souza::

Nascida em Franca, cidade do estado de São Paulo, filha de uma costureira e de um profissional de curtume, Joana é uma química, professora e cientista brasileira. Ganhadora de 56 prêmios na carreira, com destaque para o prêmio Kurt Politizer de Tecnologia de “Pesquisadora do Ano” em 2014.

É docente e pesquisadora na Escola Técnica Estadual (ETEC) Prof. Carmelino Corrêa Júnior, em Franca, cidade do interior de São Paulo. Atua em pesquisas envolvendo reaproveitamento e aplicação de couro e pele suína entre outros.

::Joaquim Barbosa::

É um jurista e ex-magistrado brasileiro. Foi ministro do Supremo Tribunal Federal de 2003 até 2014, tendo sido presidente do tribunal de 2012 a 2014.

Formado em Direito pela Universidade de Brasília em 1979, especializou-se em Direito e Estado. Também é mestre e doutor em Direito Público pela Universidade de Paris-II (Panthéon-Assas). De 1993 a 1995, foi professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e, de 1997 a 2015, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Foi membro do Ministério Público Federal de 1984 até 2003, quando foi indicado para o Supremo Tribunal Federal.

Em 2013, foi eleito pela Revista Time como uma das cem pessoas mais influentes do mundo e incluído pela BBC Brasil em uma lista de 10 brasileiros que foram notícia no mundo naquele ano.

::Zezé Motta::

Considerada uma das atrizes mais importantes da Teledramaturgia Brasileira, Zezé começou a carreira de atriz em 1967, estrelando a peça Roda-viva, de Chico Buarque. Em 1969, atuou em Fígaro, fígaro, Arena canta Zumbi e A vida escrachada de Joana Martini e Baby Stompanato. Em 1974, atuou em Godspell, e em 1999, participou de Orfeu (filme).

Um de seus trabalhos mais marcantes ocorreu na novela Xica da Silva.

Zezé foi homenageada na Sapucaí nos carnavais de 1989 e 2017, pelas escolas Arrastão de Cascadura e Acadêmicos do Sossego, respectivamente.

Educação e Oportunidades

– CIEP 175 – José Lins do Rego

– Escola Eleva

– Ismart

Resumos:

:CIEP 175 – JOSÉ LINS DO REGO::

Localizado em São João de Meriti, na Baixada Fluminense do Rio, a escola estadual é referência em práticas pedagógicas que atendem a Lei 10.639/03 de ensino de história e cultura afro-brasileira para os 2 mil alunos. Além de trabalharem a literatura africana em sala, desenvolvem atividades como escola de samba, Circo “Se Essa Rua Fosse Minha”, concurso de beleza negra, oficina de cinema, CIEPx – estilo TEDx Talks com pessoas locais, pré-vestibular social e outros projetos.

::Ismart::

Criado em 1999, o Instituto Social para Motivar, Apoiar e Reconhecer Talentos (Ismart) é uma entidade privada, sem fins lucrativos, que identifica jovens talentos de baixa renda, de 12 a 15 anos de idade, e lhes concede bolsas em escolas particulares de excelência e o acesso a programas de desenvolvimento e orientação profissional, do ensino fundamental à universidade.

::Eleva::

Holding de educação básica, investimento do Gera Venture Capital que está construindo uma rede de escolas de alta qualidade acadêmica, sustentada por uma plataforma pedagógica de impacto. Um projeto bem inovador.

Hoje, o sistema reúne grandes redes de escola no Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul com um total de 52 mil alunos e 4.500 colaboradores em nossas unidades.

Atualmente, a Escola Eleva do Rio de Janeiro iniciou um programa de bolsas de estudos integrais para crianças negras.

– Pilar Cultura –

 Quem votou:
 Silvia Martins (CEO do site Mundo Negro)
Joca Guanaes (Publicitário)
Keli Santos (Cris Vianna – Atriz)
Preta Gil (cantora)
Asfilofio de Oliveira Filho “Filó” (produtor cultural)
Danilo Ferreira (Ator)

Representatividade em novos formatos 

 – Hugo Gloss

– Nátaly Neri

– Rayza Nicácio

Resumos:

 

::Hugo Gloss::

Blogueiro, Bruno Rocha conhecido como Hugo Gloss é formado em jornalismo e pedagogia, com mestrado em relações públicas que ficou conhecido em 2010 no Twitter. Em 2016, Hugo Gloss virou apresentador de TV, na MTV.    Atualmente, é apresentador e faz coberturas de grandes eventos como o Oscar e Billboard Music Awards.

::Nátaly Neri::

Youtuber, dona do canal Afros e afins, estudante de Ciências Sociais na Unifesp (SP) tem interesses em moda e beleza. Com um ano de canal Nátaly foi reconhecida pelo Youtube como uma digital influencer, gravou um vídeo com Jout Jout e foi uma das convidadas da GNT para um painel no evento Teia, que discute questões como coletividade e empatia.

::Rayza Nicácio::

Youtuber, estudante de comunicação social, nasceu com seus cabelos cacheados, mas por muitos anos alisava os fios. Somente em 2009 experimentou a liberdade dos cabelos naturais, sendo hoje uma defensora da sua identidade original, assunto principal no seu canal do Youtube.

 Raça em pauta 

 – Elísio Lopes

– Fátima Bernardes

– Luciana Barreto

Resumos:

::Elísio Lopes::

Diretor, produtor cultural, dramaturgo e roteirista de cinema e TV. Diretor artístico de estrelas da música como Ivete Sangalo e Saulo, dramaturgo com mais de 20 peças teatrais encenadas em todo o país e roteirista de curtas-metragens e programas para a TV, sem falar na direção de espetáculos teatrais e grandes celebrações como a Noite da Beleza Negra do Ilê Aiyê e Pérolas Mistas, Elísio Lopes Jr é um dos mais respeitados e multifacetados artistas da atualidade, atualmente dirige o programa Lázinho com você.

::Fátima Bernardes::

É uma jornalista e apresentadora de televisão brasileira. Entrou na Rede Globo em 1987 como repórter, e depois ficou nacionalmente conhecida em 1989 apresentando o Jornal da Globo, passou também pelo Fantástico, Jornal Hoje e Jornal Nacional, onde ficou de 1998 a 2011. Desde 2012, passou a ter um programa próprio durante as manhãs na Rede Globo chamado de Encontro com Fátima Bernardes.

::Luciana Barreto::

Luciana Barreto, âncora e editora-executiva do Repórter Brasil Tarde, que vai ao ar de segunda a sexta, ao meio-dia, na TV Brasil. Tem ampla experiência em televisão, se destacando pela facilidade com que realiza coberturas especiais ao vivo. Formada pela Puc-Rio, começou a carreira aos 23 anos como repórter e apresentadora. Luciana também é conhecida por sempre produzir pautas raciais em seu jornal.

 Música 

 – Emicida

– Karol Conka

– Liniker

Resumos:

::Emicida::

Rapper, cantor e compositor brasileiro. É considerado uma das maiores revelações do hip hop do Brasil da década de 2000. O nome “Emicida” é uma fusão das palavras “MC” e “homicida”, por causa de suas constantes vitórias nas batalhas de improvisação.

::Karol Conka::

Rapper, cantora e compositora brasileira, além de atriz, produtora, modelo e apresentadora. É conhecida por suas canções que exaltam a força da mulher na sociedade.

::Liniker::

Vocalista da banda Liniker e os Caramelows. Também compõe e canta músicas de gênero soul e black music.

Produção cultural 

– Carlinhos Brown

– Lázaro Ramos

– Vovô do Ilê

::Lázaro Ramos::

Resumos:

Ator, apresentador, cineasta e escritor de literatura infantil brasileiro. O ator foi indicado ao Emmy (2007) de melhor ator por sua interpretação na novela Cobras & Lagartos, como Foguinho. Recentemente, Lazaro dirigiu a peça O jornal e O topo da montanha e está a frente dos Programas Lazinho com você e Espelho.

::Carlinhos Brown::

Cantor, percussionista, compositor, arranjador, produtor, artista plástico, agitador cultural e candomblecista brasileiro. Atualmente tem participação ativa em programas televisivos (The Voice Brasil e The Voice Kids), levando a temática religiosa africana para os palcos.

::Vovô do ilê::

Antônio Carlos dos Santos, conhecido como Vovô do Ilê, é fundador e presidente do primeiro bloco afro da Bahia, o Ilê Aiyê. Ao fundar o Ilê Aiyê, em 1º de novembro de 1974, Vovô, juntamente com Apolônio de Jesus, tinha como principal preocupação preservar e promover as tradições culturais africanas e afro-brasileiras existentes na Bahia, bem como denunciar e combater o preconceito étnico-racial. Desde a criação do bloco, dedica-se exclusivamente a sua administração.

Comments

Comentários