Raquel Motta aproveita fama com o “meme dos 3 reais” para alavancar projetos sociais

0
405

A empreendedora social, Raquel Motta, não imaginou que um “meme” mudaria tanto sua vida e faria dela uma celebridade nacional. Conhecida como “Musa dos 3 reais“, após participar do Programa “É de Casa”, em março de 2018, a chama foi acesa novamente após uma brincadeira exibida pelo fantástico, em janeiro deste ano. Raquel mostrava como fazer uma carteira sustentável que tinha o custo do material de apenas R$ 3, e a apresentadora Ana Furtado se surpreendeu com o fato do por udo custar tão pouco.

Com a grande repercussão, o número de seguidores de Raquel cresceu, de 60 foi para mais de 200 mil em uma semana, entre anônimos e famosos, como a própria Ana Furtado e o Padre Fábio de Melo, que enviou um vídeo, ao Programa É de Casa, em homenagem à Raquel. Agora, a artesã espera que a fama inesperada seja revertida para as ações realizadas pelo Instituto Musiva, organização que coordena em parceria com o empreendedor Valmir Vale.

Temos muitas empreendedoras precisando dar o pontapé inicial para conquistarem independência financeira e temos capacidade, logística e técnica, para multiplicar nossas ações, de estímulo ao empreendedorismo e a economia criativa, mas para isso estamos em busca de mais parcerias com empresas privadas”, conta Raquel, e ressalta ainda que várias marcas utilizaram os “3REAIS” como estratégia de marketing para se aproximar do público, nas últimas semanas, como Fini, MC Donald’s e 99Táxi, entre várias outras, usando como base a brincadeira.

Como as marcas pegaram carona no meme, ela mesma decidiu mudar o nome de suas redes para “Raquel Motta 3REAIS” e também vai aproveitar o marketing da brincadeira como estratégia de comunicação da loja online, que será lançada em março, após o Carnaval, e terá produtos a partir R$ 3, feitos pelas artesãs dos projetos realizados pelo Instituto Musiva. “É uma oportunidade de mostrar que é possível oferecer produtos sustentáveis de qualidade e também com preços acessíveis e de divulgar e agregar muito mais valor ao trabalho criativo e feito à mão.

O Instituto Musiva, criado por Valmir e Raquel, nascidos e criados em Vigário Geral, se uniram com o compromisso de promover a transformação na vida das pessoas. O instituto surgiu com o propósito de promover o impacto socioambiental, em territórios populares, através da educação e da cultura, e de estimular a economia criativa e o empreendedorismo para enfrentamento da pobreza extrema. Desde que foi fundado, em 2010, mais de 2 mil participantes já foram beneficiados no Complexo do Alemão, Rocinha, Deodoro, Cascadura, Ramos, Morro do Estado, Vigário Geral, entre outras favelas e periferias ao redor do Rio de Janeiro.

Acompanhe o trabalho de Raquel e do Instituto: instagram.com/raquelmotta_3reais ou o site www.institutomusiva.org.br.

Comments

Comentários