Empreendedora negra cria a maior distribuidora de livros no exterior, “Livros For Kids”

0
811

Com o propósito de promover a língua portuguesa e a cultura brasileira entre as famílias multiculturais que vivem no exterior, a empreendedora brasileira Vanessa Pfeil, que mora na Alemanha há 10 anos, criou a “Livros For Kids“, a maior distribuidora de livros em português brasileiro em toda Ásia, Europa e Estados Unidos. A empresa vende clássicos da literatura infantil.

Durante uma vinda ao Brasil, Vanessa comprou 200 livros infantis para os filhos. Após publicar em uma rede social alguns exemplares usados para venda e doação, recebeu diversas mensagens de pedidos, a ponto de ter o perfil bloqueado. A iniciativa teve muito sucesso e isso deu origem a Livros For Kids, que tem um grande acervo de clássicos infantis, um vasto material para alfabetização em português e muita informação sobre a cultura brasileira para crianças e jovens, de 0 a 17 anos.

Além do site, a empresa possui pontos de vendas fixos nos EUA e em todos os países da Europa e Ásia, resultado do crescimento em dois anos.

Nosso objetivo é ser um canal de difusão e promoção da língua portuguesa e da cultura brasileira, promovendo o Brasil de forma positiva para os estrangeiros. Oferecemos livros em português, com preços acessíveis, para que o maior número de famílias possa deixar o português como língua de herança para os seus filhos”, explica Vanessa.

Formada em administração, Vanessa afirma que o grande diferencial da Livros For Kids é ter valor do frete menor em relação às empresas que enviam livros em português para fora do Brasil. Isso porque a distribuidora tem representantes exclusivos nos países onde tem pontos de venda, tornando o frete local.

Nascida e criada na favela Nova Holanda, no Complexo da Maré, Zona Norte do Rio de Janeiro, a empreendedora foi aluna do primeiro pré-vestibular comunitário da região. Seu projeto não só valoriza a educação e a cultura brasileira no exterior, como tem grandes responsabilidade com sua origem. Vanessa destina 10% de tudo que é vendido a três projetos sociais que envolvem educação no Brasil e na África: o FARO Maré: projeto de alfabetização de adultos; o pré-vestibular comunitário, no Centro de Estudos e Ações Solidárias da Maré (CEASM); e o Instituto DORCAS, de alfabetização de mulheres adultas no Senegal, África.

Comments

Comentários