Racismo e BBB: Camilla de Lucas deixou documento na qual autorizava processo em caso de racismo

0
5943
Camilla de Lucas durante o programa

Em conversa com a cantora Karol Conká, a influencer Camilla de Lucas deixou claro que tomou cuidados jurídicos antes de ser confinada na casa do bbb. Enquanto se maquiava, a brother falou que deixou uma procuração na qual autorizava processos em caso de ataques racistas referindo-se a ela.

“Quando eu entrei aqui, já deixei um documento autorizado para processar se tiver ataques racistas”, disse.

“Eles [pessoas racistas] são sádicos”, respondeu a Karol Conká.

Vale lembrar que casos de racismo não são inéditos no bbb, vários participantes negros da casa foram chamados de maneira preconceituosa, racista e humilhante nas redes sociais.

A vencedora da edição anterior, Thelma Assis, também denunciou casos de injurias raciais e disse que sofreu racismo em todas as lives que fez, após o término do programa.

“A tentativa de me desestabilizar naquele momento não me abalou, mas isso pode desestabilizar outras pessoas. Mais que a injúria, é muito triste saber que uma pessoa morre por conta da cor da pele. Quando isso acontece é preciso que toda a comunidade se comova e a gente tem que rebater essa situação de frente senão a gente entra para a estatística”, pediu Thelma.

Alguns meninos do bbb21 também falaram um pouco sobre essa assunto, o ator Lucas Penteado revelou, por exemplo, que nunca ficou com uma mulher branca.

“Nunca fiquei com uma guria branca na minha vida. Não é porque eu não quis, é que nunca rolou, elas não olham muito pra mim”, afirmou.

https://twitter.com/camilladelucas/status/1354436857547907076

Comments