Essa história de que negro não consome é muitos anos 90. Ainda mais no Brasil onde cada vez mais temos pessoas se assumindo como negras. Empresas que produzem produtos para cabelos crespo e cacheado, estão aí crescendo em faturamento por conta de quem? Das mulheres negras.

O filme Pantera Negra estreou no dia 15 de fevereiro. Era uma dos filmes mais aguardados dos últimos tempos, por conta do casting, produção e direção negros, mas também, por ser um filme da Marvel sobre um dos heróis que ganhou empatia do público no filme Guerra Civil.

Da estreia até hoje, dia 26 de fevereiro o filme arrecadou mais 400 milhões de dólares, mais de um bilhão de reais, mundialmente e a presença de produtos da franquia é praticamente inexistente no comércio brasileiro.

Ontem no Mooca Plaza Shopping, uma dos maiores da cidade de São Paulo, achei uns 2 ou três brinquedos na loja PBKids, todos relacionados ao protagonista, quando eu, como mãe de meninas, esperava encontrar alguma das armas usadas pelas guerreiras, Nakya, Okuye e Shuri.

Barbie? Acho que não. A gente quer é a Nakia. Na gringa tem essa versão linda da Hasbro

Em uma loja de camisetas especializada na cultura Geek, apenas uma camiseta do Pantera Negra, mais uma vez nada com toque feminino (poderia falar de roupa sem gênero, mas não é esse o tema desse texto, temos que ter opções sempre).

A CEO da Black Rocks, Maitê Loureço fez uma apontamento interessante no seu perfil do Linkedin:

“Por conta do racismo, as lojas de brinquedo estão perdendo dinheiro”, ela alfineta e com razão.

Uma vez a publicitária Raphaela Martins, gerente de conta da JWT, disse durante uma palestra do II Fórum da Igualdade Racial, que as empresas preferem ser racistas à ganhar dinheiro.

Durante o mesmo evento, que aconteceu no final de 2017,  Ricardo Meirelles do Instituto Locomotiva mostrou dados que comprovam que o racismo dita o mercado mais do que os números:  “O Brasil negro seria o 11º pais do mundo em população e o 17º em consumo”.

Como lidar com a frustração das crianças negras e adultos encantados com Wakanda e que não encontram produtos do filme nas lojas? Por que tem produtos da Mulher Maravilha, Batman, Hulk, Lego e quase nada do Pantera Negra, filme que já se pagou duas vezes, em termos de arrecadação em apenas duas semanas de exibição?

Resultado de imagem para black panther toys
Uma coleção dessa, se quiser tem que importar.

As marcas tiveram 2 anos para se prepararem para este filme e disponibilizar uma gama de produtos para toda a família. Torço para que pelo menos os afro-empreendedores surfem nessa onda que só começou.

 

Comments

Comentários