O Brasil todo se solidarizou com Maíra Azevedo, a Tia Má, depois que ela resolveu expor um ataque racista que aconteceu durante uma live na sua conta do Instagram e que logo em seguida se transformou em uma ameça.

Reprodução

Ela usou seu Instagrammais uma vez durante uma transmissão ao vivo, para falar sobre sua obrigação em tornar esses ataques públicos. “Como mulher preta eu não posso deixar de falar sobre racismo”, argumentou a jornalista.

“Pessoas querem que eu faça piada toda hora, principalmente aquelas que nunca sofreram ataques racistas”, alfinetou a destemida Youtuber.

Eu conversei um pouco com ela sobre a morosidade da justiça brasileira que faz com que muitos desistam de denunciar e o fato de ser uma mulher quem vai investigar o caso, a deixou muito otimista.

“Eu peguei uma delegada, Maria Dail,  e acho que a questão da empatia conta muito, ela  ficou extremamente incomodada com a situação. Eu só espero que a pessoa seja presa, por que além de racista, ele faz ameaça. Esse negócio de dizer que cão que ladra não morde é uma mentira. Quando você tem um cachorro e ele está latindo, é porque ele está ameaçando morder e então a gente prende o cachorro. E é isso que eu quero, que essa pessoa seja presa”, finalizou Tia Má.

 

 

Comments

Comentários