Perifa Talks leva empreendedores das quebradas ao Campo Limpo (SP)

0
417

Com entrada gratuita e inspirado no formato de palestras TED (Tecnologia, Entretenimento e Planejamento), mundialmente conhecido, o Festival Percurso 2018 – de Jardim a Jardim, realiza o Perifa Talks, como pré-festival de boas-vindas no dia 08 de dezembro, das 11h às 18h, no Cantinho de Integração de Todas as Artes (CITA), na Praça do Campo Limpo, na zona sul de São Paulo.

A programação é parte do pré-festival Percurso 2018 e recebe oito palestrantes. O tema fica em “A vida, a obra e o percurso empreendedor de grandes referências”. O festival é organizado pela Agência Popular Solano Trindade, indicada como uma das 30 empresas que fazem bem ao país, pela revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios de novembro e que neste ano se une ao movimento De Jardim a Jardim, através da parceria com o C de Cultura, ampliando ainda mais a atuação e a visão integrada de sociedade, premissas que fazem parte do DNA do projeto.

A empresária Adriana Barbosa, criadora da Feira Preta, o mestre Aderbal Ashogun, sacerdote do candomblé e que trabalha com a proteção das culturas de matriz africana, a mãe Beth de Oxum, Ialorixá e percussionista de Recife (PE), Wellington Neri, o Tim, do coletivo Imargem, grupo que propõe um olhar cuidadoso para as margens povoadas da periferia, Elânia Lima, psicóloga e integrante da coletiva Roda Terapêutica das Pretas, Nayra Lays, que integra movimentos culturais do bairro Grajaú e Romária Sampaio, que é assistente social em Parelheiros e atua com comunidades religiosas de matriz africana, são alguns dos convidados.

O propósito do encontro é trabalhar a diversidade e o aprendizado a partir da vivência do outro. “Na cultura, como na natureza e seus biomas, a vida depende da diversidade. Se um grupo tem pouca troca com outros, de suas formas de fazer música, cantar, tocar, improvisar, compor e dançar, maior será a chance de sua cultura entrar em decadência, ser pouco valorizada ou até esquecida. A ordem é absorver a diferença para manter-se vivo”, explica Leo Mello, diretor do C de Cultura, parceiro do festival.

A programação será dividida em tendas, como Tenda dos Povos, Tenda das Yabás, Feira Paulo Singer, Alimentando Pontes, entre outros. Mais informações sobre o festival: https://www.facebook.com/FestivalPercurso.

Comments

Comentários