“Parece bombril”: Justiça condena Val Marchiori a indenizar Ludmilla em R$ 30 mil

0
49909

Que o caso de Val Marchiori e Ludmilla sirva de exemplo. Associar cabelos crespos sejam eles naturais ou peruca à bombril já é visto pela justiça como racismo.

Em 2016, Ludmilla desfilava como rainha da bateria do Salgueiro e Val Marchiori era uma das apresentadoras do Carnaval na RedeTV. Em um determinado momento, Marchiori, ao comentar sobre o visual de Ludmilla disse: “A fantasia está bonita, a maquiagem… agora, o cabelo… Hello! Esse cabelo dela está parecendo um bombril, gente”. Foi aí que Ludmilla abriu um processo contra a socialite.

A decisão foi publicada na última segunda-feira, 29, na 3ª Vara Cível da Ilha do Governador, no Rio de Janeiro (RJ), e a sentença foi dada por danos morais. A socialite irá recorrer da decisão mais uma vez.

Em 2018, Val já tinha perdido o processo e, na época, teria de pagar a Lud R$10 mil. No entanto, com o passar dos anos, a condenação teve uma correção monetária, a partir da data da publicação da sentença e juros legais. Contudo, Marchiori recorreu alegando ser um mal-entendido, e a sentença foi anulada em segunda instância.

Val Marchiori disse que chegou a pedir desculpas a Ludmilla: “Pedi desculpas para ela. Mas olha como ela foi “mais” racista que eu: Mais racista, não, porque eu não sou racista… Mas enfim: ela estava lá no barco com a família dela. Fui até ela pedir desculpas. Sabe o que ela fez? Virou as costas para mim e saiu nadando. Mas tudo bem, é um direito dela”, afirmou a socialite durante uma entrevista ao canal Na Lata.

Ludmilla explicou porque nao aceitou as desculpas, em uma mensagem no Twitter: “Mas é claro que eu virei as costas. Ela pediu pro marinheiro dela começar a filmar e me chamou. Quando eu estava indo, meus amigos me alertaram e eu voltei. Segundos depois saiu a manchete no site Ego (lembro perfeitamente) e ainda bem que não fui. Desculpas com o telão ligado é mole”, disse.

Com informações do site Terra.

Comments