Omar Jimenez: Repórter negro da CNN é preso enquanto cobria os manifestos em Minnesota

0
2677

“Por que estou sendo preso?”. Esse foi o questionamento do correspondente da CNN Omar Jimenez que foi detido, ao vivo, enquanto fazia a cobertura dos protestos em Minnesota (EUA), por volta das 6h dessa sexta-feita.

Há 3 dias a cidade tem chamado a atenção do mundo por conta dos manifestos que pedem o julgamento dos policiais envolvidos no assassinato de George Floyd, morto brutalmente  durante uma abordagem policial,  na última segunda-feira, (25/05). Outros membros da equipe de reportagem também foram presos.

“Um repórter da CNN e sua equipe de produção foram presos nesta manhã em Mineápolis por fazerem seu trabalho, apesar de se identificarem – o que é uma clara violação dos direitos da Primeira Emenda. As autoridades de Minnesota, incluindo o governador, devem libertar os três funcionários da CNN imediatamente”, disse a emissora, em comunicado.

Em sua defesa, a policia afirmou que havia pedido a equipe de reportagem desocupasse o local e Omar, não teriam acatado a ordem.

Ao vivo no entanto, é possível ver que Jimenez apresenta a identificação da CNN, se dispõe e mudar de lugar, mas é agarrado por policiais e algemado em seguida.

“Não fez nenhum sentido para mim”, disse  o advogado Charles Ramsey, um analista da lei americana, sobre a prisão da equipe da CNN em Minneapolis que se identificou claramente como imprensa.

Omar e equipe foram liberados cerca de uma hora depois. O governador de Minnesota, Tim Walz, disse ao presidente da CNN Mundial, Jeff Zucker, que se desculpa profundamente pelo que aconteceu .

 

 

 

Comments