OkMestre lança projeto que reúne MC’s e dará visibilidade a artistas independentes de São Paulo

0
496

Com o apoio da Secretaria de Cultura do município de São Paulo através da Lei Aldir Blanc, OkMestre lançou nesta quarta-feira (3), o projeto FADA que dará visibilidade a cinco Mc ‘s do cenário do Rap nacional. O evento terá lives streaming semanais até o dia 31 de março, através do facebook da OkMestre direto do estúdio da Live Factory.

O ano de 2020 começou turbulento e vimos uma das piores crises globais acontecendo diante de nossos olhos. Com casas de shows e centros culturais fechados por conta da pandemia de Covid-19, o setor artístico independente vem sofrendo grandes perdas financeiras e sem sombra de dúvidas, é umas das categorias mais afetadas com o avanço do novo coronavírus.

Considerando um cenário que já não era animador, por conta do baixo investimento na cultura dentro das favelas, a falta das redes de apoio e oportunidades a categoria de trabalhadores do setor artístico se viu em situação comprometedora para garantir comida para si.

Dados do Mapa da Desigualdade de 2019 apontam que as regiões periféricas da cidade de São Paulo contam com menos centros culturais, casas e espaços de cultura, museus, cinemas, salas de shows e concertos, acervos de livros adultos e infanto-juvenis do que regiões centrais e bairros ricos. A desigualdade chega a ser 265 vezes maior em alguns casos.

Ninguém mais do que a periferia está sofrendo com a Pandemia, não existe isolamento”, como bem disse o rapper Emicida, “o distanciamento social sempre existiu e agora ainda é necessário isolamento físico“.

A ideia do projeto Fomentando o Alimento da Alma (Fada) é de levar uma mensagem de esperança aos menos favorecidos, além de viabilizar a manutenção financeira dos envolvidos, fomentar e fortalecer o cenário independente do Movimento Cultural HIP-HOP de São Paulo, durante a execução do programa cada artista irá gravar uma faixa  exclusiva para o projeto. As músicas de trabalho foram gravadas  no estúdio Base Mc Beat, com direção artística da OkMestre, além de todo suporte  para licenciamento e distribuição nas plataformas digitais para que eles possam lucrar. O resultado desse trabalho que foi produzido pelo FADA será apresentado ao público em uma série de live com estrutura de sonorização e streaming profissional.

Segundo o Diretor Artístico do projeto do projeto, Rodrigo Rocha de Souza, conhecido na cena do Rap como Vinão Alobrasil, a ideia do projeto surgiu  da vontade de ajudar essa galera independente que não tem o conhecimento específico dentro da área cultural, que tem o desejo de apresentar o seu trabalho para outras pessoas e não sabe como chegar e nem como fazer. Os artistas selecionados para participar dessa primeira edição do projeto FADA são: os rappers Arcanjo Ras, Lua Rodrigues, Cesar Selva,Flor MC e Vinão Alobrasil.

  PROGRAMAÇÃO DAS LIVES

03/03 (Quarta) – Vinão Alobrasil  é considerado aquele mano que é “correria milianos”! Ele é multiartista e atua em diversas áreas do Movimento Cultural HIP-HOP. Vinão é bacharel em Assistência Social pela Universidade Uninove São Paulo e não abandona a luta de base, denunciando as injustiças sociais e fomentando o alimento da alma através da sua arte. 

10/03 (Quarta) – Lua Rodrigues é Militante, Mestra de Cerimônia, tem a militância no sangue, Neta de Benedito Rodrigues Ex-combatente da Guerra Civil (Revolucionário Constitucionalista 1932) e Benedita Maria Rodrigues da Família de músicos do grande Mestre Lazinho de Sorocaba – SP, pais de Vera Helena Rodrigues de Souza (Mãe de Lua), “Naruna Uchôa” como é conhecida a artista plástica, também militante e engajada totalmente a Movimentos de Luta e situações de vulnerabilidade social.

17/03 (Quarta) – Cesar Selva Ficou conhecido por trazer um estilo único de fazer rimas, inspirado por MC’s da época dos anos 80. Desde 1993 vem exercendo sua trilha no HIP-HOP RAP Nacional e está trabalhando seu primeiro CD. Influenciado pela velha escola do RAP, César Selva está fazendo história na cena independente fazendo a Nova Escola se renovar. 

24/03 (Quarta) – Flor MC A cuiabana hoje fortalece o rap em São Paulo como MC e comunicadora. Quando Flor partiu do cerrado para descobrir o país, talvez não imaginasse que o ‘rolê’ que gostava de fazer com os amigos se tornasse seu ganha pão.  Hoje, em São Paulo, ela se revela no rap, gênero musical e movimento social que fortalece como MC e comunicadora. Em entrevista para o LIVRE, a jovem contou essa história começou e como ganha a vida, além de falar de suas impressões da cena cuiabana e sobre ser mulher em um duelo de rimas. 

31/03 (Quarta) – Arcanjo Ras Diretamente do Ipiranga – SP, Robinson Rocha de Souza, mais conhecido como Arcanjo Ras, deu início a seus trabalhos na música em meados de 1997.  Começou como DJ, e logo 

descobriu seu talento vocal, fez parte de vários grupos vocais da grande SP, O cantor já foi integrante do Coral Erudito de São Paulo e do Coralusp (Coral da USP). Atualmente, estuda Canto Lírico com o conceituado Barítono Eduardo Paniza e também faz parte do Coral do Hospital Sírio Libânes. 

Serviço:

Projeto FOMENTANDO O ALIMENTO DA ALMA

Data: 03 a 31 de março

Horário: 21:00 hora

Local: online pelo facebook da OkMestre

Comments