O branco ativista e o negro raivoso: o BBB é um retrato de receptividades

0
O branco ativista e o negro raivoso: o BBB é um retrato de receptividades
Os brothers e sisters Babu, Daniel, Thelma e Marcela - Reprodução Instagram-

A casa é cheia de fadas sensatas e militantes defensores da Amazônia aclamados por seu suposto ativismo. Mas é o “escroto” da edição, o Prior, que diz o que precisa ser dito para um desatento (e nas palavras de Manu Gavassi, bem intencionado) Daniel. Ninguém se manifesta.

https://twitter.com/Iexandre/status/1234780929459150849

Eu acho curiosa a forma com que Daniel, Manu e Marcela demonizam a “grosseria” e “agressividade” do Babu; é muito parecida com a reação de gente privilegiada quando pessoas negras fazem apontamentos mais incisivos sobre racismo ou qualquer outra coisa.

Não entendem o jeito do Babu de reagir mas aceitam a “postura” do Daniel de passar por cima de regras e princípios básicos de convivência sem se desculpar. Causa mais incomodo a reação de um homem negro e periférico. É o tal do estereótipo do “negro raivoso”.

Se engana também quem acha que Thelma não sofre com a tal da “receptividade”.

Se um discurso coerente de Marcela é amplificado e divulgado aos ventos, os de Thelma são apagados e considerados pouco expressivos. ‘Ela fala pouco’, dizem, mas será que alguém escuta?

Os números das primeiras semanas não mentem, Manu e Marcela foram catapultadas ao status de donas da verdade absoluta, o engajamento nas redes explodiu, quem não quer aplaudir as rainhas sensatas? A Thelma restou o papel de amiga fiel e leal escudeira das fadinhas, coincidência ou não, outro estereótipo racista.

O fato é que numa temporada de fadas e monstros os mesmos personagens de sempre ainda são direcionados aos poucos participantes negros. Racismo? Que nada. Descansa militante. São só diferentes receptividades.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display