Nike: odiada pelos racistas, amada pelos afroamericanos

0
1068

É fácil dizer que a marca tem propósito e ficar na zona de conforto, usando suas ações comedidas e até previsíveis. Agora arriscar sua imagem, consciente do risco em nome de uma causa, é para pouquíssimos e esse foi o caso da Nike nos EUA.

No dia 4 de Setembro, Dia do Trabalho nos EUA, o rosto de Colin Kaepernick foi o destaque da campanha comemorativa dos 30 anos do slogan #JustDoIt da marca. Kaepernick  é ex-quaterback do San Francisco 49ers, time de futebol americano.

Ele  está fora dos campos há quase um ano, por usar o momento do Hino antes do inícios dos jogos para se ajoelha e protestar, entre outras coisas, contra a violência policial, que como no Brasil mata milhares de pessoas negras anualmente.

Os americanos são umas da nações mais patriotas do planeta. E para uma ala racista e conservadora, o protesto do atleta era um desrespeito ao hino, a bandeira e ao país. O próprio presidente Donald Trump se posicionou contra Kaepernick.

Por meio das hashtags #BoycottNike e #JustBurnIt, milhares de americanos conservadores compartilharam por meio de suas redes sociais imagens queimando ou rasgando os produtos da Nike que eles haviam comprado. 

Campanha não gerou prejuízo e uniu a comunidade negra 

“Acredite em alguma coisa, mesmo que isso signifique sacrificar tudo”. Essa frase dita por Colin no vídeo da campanha, é sobre sua vida. Ele escolheu manter  seus princípios, ajoelhando durante todos os jogo, e isso custou sua carreira de atleta. Seu sacrifício foi reconhecido pela Nike, que chegou a ter uma leve queda, de menos de 4% das ações um dia após do lançamento.

Apesar do manifesto burro de quem queimou produtos já pagos, a comunidade negra deu uma reposta em massa compartilhando o que já comprou e brincando, por meio de memes, sobre o fato que consumirão ainda mais.

Um tuíte até destacou que a Nike ficará bem, afinal, é a comunidade negra quem mais compra deles. 

https://twitter.com/diosa_shelly/status/1037026220070846464?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1037026220070846464&ref_url=https%3A%2F%2Fblavity.com%2Fthese-15-tweets-prove-just-how-hard-in-the-paint-black-people-are-about-to-go-for-nike

A atriz Viola Davis e a tênis Serena Williams , que também representa a Nike, compartilharam a campanha em seus perfis:

https://www.instagram.com/p/BnU1MXZAVCT/?taken-by=violadavis





 

Comments

Comentários