“Nada blinda o preto do racismo”, diz Glória Maria em entrevista ao Roda Viva

0
“Nada blinda o preto do racismo”, diz Glória Maria em entrevista ao Roda Viva
Foto: Reprodução.

A jornalista Glória Maria foi a convidada desta segunda-feira (14) do programa Roda Viva. Glória, que tem uma carreira de mais de 30 anos no jornalismo foi entrevistada por uma bancada completamente feminina e saiu do lugar de entrevistadora para entrevistada. A jornalista Claudia Lima, pauteira do programa Saia Justa, questionou Glória Maria sobre o racismo que ela sofreu durante a carreira e se a fama, de certa forma, blindou a repórter de ataques preconceituosos.

“Nada blinda preto de racismo, nada. E com mulher preta é pior ainda. Nós somos mais abandonadas e discriminadas, porque o homem preto não quer a mulher preta. Nada blinda a gente. Você tem que aprender a se blindar da dor, isso é importante. Se você for esperar uma proteção universal, você está perdida. Você tem que fazer com que a vida te faça aprender a se blindar”, disse Glória.

A entrevistada também falou sobre os episódios de racismo que as filhas sofreram estudando em escolas de elite. “Uma vez a Laura chegou em casa e disse que um amigo chamou a cor dela de feia. Ela chegou em casa muito tocada, e a gente sentou e conversou. Eu usei o grupo de mães para contar o que tinha acontecido e que elas orientassem os filhos. Mas isso não vem da criança, isso vem da família. O racismo é uma coisa que você aprende em casa”, contou.

Reportagem em Marte — A jornalista de 72 anos disse ainda que tem o desejo de fazer uma grande reportagem de despedida. “Tô querendo ir para Marte numa dessas maquinas aí. Seria um grande presente da Globo, tomara que tenha algum poderoso ouvindo a gente. “Se tiver alguém ouvindo, deixa eu ir, seria minha grande matéria final”, brincou a apresentadora.

No programa a repórter falou ainda sobre a descoberta de um tumor no cérebro em 2019. Com sua força característica, Glória disse que não sentiu medo.”Aprendi a conviver com o medo… eu sou realista, não consigo viver pensando no pior, também não penso no melhor. Penso no que é a vida e a vida é assim, para ser vivida e algumas vezes ela é bonita”, comentou.

Confira o programa:

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display