Mulher que acusou falsamente jovem negro de roubar seu celular, é presa nos EUA

0
10971
Miya Ponsetto foi presa por agressão no dia 7 de janeiro - Foto: Reprodução Twitter

Imagine a cena onde um pai está com seu filho adolescente, ambos negros, estão dentro de um hotel e do nada, uma mulher branca grita, corre e pula em cima do jovem o acusando de ter roubado seu celular sem nenhuma prova.

O caso aconteceu no final de dezembro nos EUA. Miya Ponsetto, de 22 anos, sentiu falta do seu telefone ao sair do banheiro e atacou Keyon Harrold Jr., de 14 anos, filho do jazzista e vencedor do Grammy Keyon Harrold, o acusando de ter roubado seu celular. A agressão que aconteceu em Nova York, foi registrada em vídeo e viralizou nas redes sociais.

O telefone da agressora foi encontrado dentro de um carro do Uber que ela havia usado antes de ir ao hotel e devolvido a ela, que logo em seguida retornou para sua residência na California, crente que não teria que lidar com as consequências.

Nessa última quinta-feira, 7 de janeiro, Policiais do condado de Ventura coordenaram com o Departamento de Polícia de Nova York uma ação para prender Miya, por agressão, em frente à sua casa em Piru, Califórnia. Ela se recusou a ser detida e teve que ser retirada à força do seu carro.

A advogado da agressora Sharen Ghatan, disse que o caso não tem nada a ver com raça e que a sua cliente sofre de crises de ansiedade.

Em uma entrevista ao “Good Morning America” ​​em 29 de dezembro, Harrold Jr. disse que seu filho ficou “em estado de choque” com o incidente.

Com colaboração de Thais Prado.

Comments