Movimento Black Money retoma projeto para ajudar famílias negras impactadas pela pandemia

0
275

O Movimento Black Money (MBM) retoma uma nova fase do projeto Impactando Vidas Pretas, projeto de apoio emergencial e transferência de renda a pessoas negras em situação de vulnerabilidade socioeconômica na pandemia. A iniciativa, em 2020, contou com o apoio de mais de 3000 doadores da B3 e do Social Bank para prover renda básica a ao mais de 400 famílias negras lideradas por mães solos e afroempreendedores, que se viram desassistidas por conta da crise econômica acentuada pela Covid-19 e a ausência do Estado com medidas de socorro econômico.

Apoie a Movimento Black Money com suas compras online | Polen
Imagem: Polen/Movimento Black Money

“Cerca de 58% dos afroempreendedores possuem receita inferior a 3 salários mínimos, porém eles são, em sua maioria, a única renda de sua família. Por isso fica evidente que é urgente criar formas de auxiliar diretamente pessoas afetadas por essa crise. O Movimento Black Money vem por meio do Impactando Vidas Pretas, mais uma vez, chamar a atenção da sociedade para oferecer uma renda básica para que essas famílias pretas consigam superar a crise de forma digna”, diz Nina Silva, CEO do MBM.

Segundo o IBGE, a população negra representa 72% dos desempregados no Brasil e, entre os empreendedores, são os que mais sofreram com o fechamento dos comércios e os que mais tiveram acesso ao crédito negado. Com esses dados em mãos, o MBM dividiu a campanha em fases. Com o intuito de prover as necessidades básicas de ao menos 100 famílias serão distribuídos R$140,00 por 1 mês ao ser alcançada a primeira meta (estabelecida em R$ 20,000), R$ 185,00 por 2 meses ao alcançar a meta 2 e R$ 200,00 por 3 meses ao alcançar a meta 3. Os participantes podem ajudar com valores a partir de R$ 25,00.

Para cada real arrecadado o Fundo Todo Cuidado Conta irá doar mais 1 Real, duplicando o valor arrecadado, mas para isso é preciso atingir a meta mínima de R$10.000 reais. O Fundo é colaborativo na sua essência, pois é formado pelo troco que os clientes das farmácias Droga Raia e Drogasil optam por doar, no ato da compra.

Para Nina Silva, é o momento de as empresas colocarem em prática o discurso de diversidade e inclusão tão em voga ultimamente. Com apoio de instituições privadas a meta pode ser batida e até ultrapassada rapidamente, mas além de doar, quem quiser ajudar pode espalhar a campanha entre colegas de trabalho, amigos e em suas redes sociais.

Você pode apoiar entrando no site do Impactando Vidas Pretas

Comments