Maurício de Souza homenageia cientistas brasileiras que sequenciaram o genoma do coronavírus

0
2648
Crédito: Reprodução Instagram

As pesquisadoras Ester Sabino e Jaqueline Goes de Jesus lideraram uma equipe que conseguiu em tempo recorde, 48 horas,  sequenciar o genoma do coronavírus após o registro do primeiro caso da doença no Brasil. Em outros países o mesmo estudo levou uma média de 15 dias.

Nessa última sexta-feira, 6, a Maurício de Souza Produções divulgou uma linda homenagem as cientistas brasileiras, um desenho do projeto “As Donas da Rua” que promove o empoderamento e reconhecimento de mulheres importantes para história do Brasil e do mundo nas mais diversas áreas.

Crédito: Maurício de Souza Produções

À Agencia Fapesp, Ester Sabino diretora do Instituto de Medicina Tropical (IMT) da USP explica a importância do estudo sobre o vírus mais temido do momento:   “Ao sequencia-lo, ficamos mais perto de saber a origem da epidemia. Sabemos que o único caso confirmado no Brasil veio da Itália, contudo, os italianos ainda não sabem a origem do surto, pois ainda não fizeram o sequenciamento de suas amostras. Não têm ideia de quem é o paciente zero e não sabem se ele veio diretamente da China ou passou por outro país antes”.

Comments

Comentários