Maitê Lourenço, da BlackRocks é a primeira pessoa negra (sozinha) na capa da Exame

0
4339
A executiva Maitê Loureço, capa da Exame (Foto: Germano Lüders/Exame)

A revista Exame dedicou sua última edição aos esforços das mulheres em tempos de pandemia do coronavírus, reforçando a importância da força feminina nos cargos de liderança.

Tão importante quanto a reportagem “Mulheres Contra Crise” foi o fato da publicação ter escolhido Maitê Lourenço , uma mulher negra retinta como capa. É a primeira vez que uma negra aparece sozinha com esse destaque na revista nos 52 anos da publicação.

Maitê é CEO do Black Rocks Startups , uma iniciativa que tem o objetivo incentivar a população negra a acessar o ecossistema de startups, inovação e tecnologia.

A aceleradora  ganhou muitos prêmios como Startup Awards, categoria Impacto Social, prêmio Veja-se da Revista Veja, categoria diversidade e premiada pelo departamento de Responsabilidade Social e Caldeirão do Huck da TV Globo no Especial Inspiração.

Maitê foi uma das mulheres inspiradoras da Think Olga em 2017 e speaker do TEDx João Pessoa e EuroLeads – Paris, França e recentemente fez International Visitor Leadership Program (IVLP) promovido pelo Consulado Americano.

Sobre a importância de uma capa como essa para sua carreira, Maitê divide a conquista com a comunidade negra.

“Essa capa tem um eixo muito importante na vida de qualquer pessoa, que é se ver representado e dizer que alguém parecido com você está na capa da revista afirmando que você também pode estar”, comemora e executiva.

No aspecto do impacto da capa em sua carreira Maitê fala sobre ocupação de espaços. “É uma reafirmação de que é importante ocupar o espaço onde eu estou. São duas coisas. Uma é a importância pessoal de poder representar eu e o meu grupo e a outra é a importância do trabalho e da esfera de resultados do que vem acontecendo”, finalizou Maitê.  

Luana Genot e Rachel Maia são outros nomes representando a comunidade negra na reportagem.

Comments