Patrocinadores do Prêmio Multishow, que aconteceu na última terça-feira(29/10) receberam denúncias que afirmam que as vaias para cantora Ludmilla, no momento que funkeira levou o Prêmio de Melhor Cantora do Ano, foram organizadas antes mesmo do evento começar por fãs da cantora Anitta.

A informação é da equipe de reportagem do programa A tarde é sua que diz que colheram informações de três fontes distintas.

Inclusive, de acordo com o programa, um dos funcionários da Multishow estaria envolvido na organização da vaia.

A mãe de Ludmilla, a empresária Silvana Oliveira rapidamente se manifestou sobre a denúncia: “Não sei a qual ponto isso pode chegar . O que eu quero deixar claro para vocês, mas (especificamente) para os fãs da Lud é que não se deixem levar, não façam disso um ringue, não briguem, não caiam nessa cilada.  A gente, para defender um ídolo, não precisa de guerra. Não partam para o outro lado. Se isso foi uma trama, isso é sério demais. Isso pode gerar mortes, a gente quer música”, disse a empresária que foi enfática em querer justiça, caso a trama seja comprovada.

“Se isso foi tramado que eles se resolvam com Deus, nada passa abatido para Ele lá de cima.  E como a Ludmilla foi favelada, provavelmente vão dizer que os fãs são tudo isso de ruim e a gente sabe que tem muita gente do bem do nosso lado. Mostrem a verdade, mas sem guerra ou confusão, é isso que as pessoas estão querendo. As músicas que minha filha faz são para trazer paz e alegria. Que a verdade venha”, finalizou.

“Macaca”

Por meio dos seus stories, Ludmilla denunciou um xingamentos racistas  feitos contra ela ao se dirigir ao palco para fazer o seu discurso de agradecimento. Dá para ouvir pelo menos duas pessoas gritando “macaca”.

“Não sabemos quem foi a pessoa exatamente. Cara, até quando isso? Olha, as coisas para mim – e acho que para a maioria dos brasileiros – nunca foram fáceis. Com preconceito e julgamentos pelo tom de pele, vocês só complicam as coisas. A vontade de me diminuir é tanta que não pensam nas consequências dos seus atos. Eu só queria deixar bem claro para vocês, racistas, que além da justiça ser lenta aqui e as pessoas praticarem racismo comigo ainda não terem sido punidas, isso não significa que a cobrança nunca vai chegar ou que ela está longe disso. Ainda bem que eu tenho um Deus e uma família que não me deixam desmoronar diante dos racistas. A cobrança de vocês uma hora vai chegar”, protestou a cantora.

Ela ainda pede para respeito. “Você não é obrigada a curtir meu som, ou muito menos a minha história, mas você é OBRIGADO a respeitar o próximo.”

 

Comments

Comentários