Entregando um dos melhores shows do festival, Ludmilla transformou o Rock In Rio 2022 num enorme baile de funk. A cantora, que entregou um espetáculo com pouco mais de 1 hora de duração, passeou por todos os gêneros que a consagraram como a maior cantora negra da América Latina. 

As diversas referências às outras artistas que ajudaram a definir a força artística de Ludmilla se fizeram presentes em todo o espetáculo. Num dado momento, a dona do ‘Numanice’ apareceu sentada numa mesa ao lado de Tasha & Tracie, MC Soffia, Tati Quebra Barraco e Majur, referenciando artistas negras que vieram antes dela e também aquelas que estão transformando a cena da música contemporânea. O ato, com muita representatividade, pode ser visto como uma referência ao discurso de Beyoncé no Dear Class Of 2020, ocasião em que a cantora norte-americana citou o ato de criar uma ‘mesa’ para que outras mulheres negras pudessem se sentar com poder e glória, sendo respeitadas por seu trabalho na indústria.

Ludmilla para o ‘Rock In Rio 2022. Foto: Reprodução.

“Um dia me disseram que meu sonho era grande demais pra mim”, disse Ludmilla na abertura de seu show no Palco Sunset. “ Tentaram a todo custo fazer com que eu duvidasse da minha capacidade. Pra mim o caminho sempre foi mais difícil, mas no lugar de onde eu vim, desistir não é uma opção”. A artista apareceu em tons de verde e amarelo, promovendo uma ressignificação da bandeira nacional e lembrando seu orgulho em ser brasileira.

10 anos após estrear como MC Beyoncé, Ludmilla mostra ao país inteiro que se firmou como um dos maiores nomes da música brasileira. Uma artista capaz de navegar por diversos ritmos, mantendo suas raízes e homenageando aquelas que abriram caminhos para sua trajetória. O Palco Sunset ficou pequeno para o poder e força de Lud, que mais uma vez, mostrou a força da música preta brasileira.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments