É isso mesmo, Lewis Hamilton agora é um cidadão honorário brasileiro. A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (9) um projeto de resolução que concede o título ao heptacampeão da Fórmula 1, nascido no Reino Unido. A proposta é de autoria do deputado André Figueiredo (PDT-CE). “Estou sem palavras. Hoje me foi concedida a cidadania honorária de um dos meus lugares favoritos no mundo”, celebrou Hamilton através das redes sociais. “Eu realmente não tenho as palavras agora. Obrigado Brasil, eu te amo, mal posso esperar para te ver novamente“.

O projeto de cidadania ligada a Hamilton foi apresentado no dia 16 de novembro de 2021, dois dias após a vitória do britânico dentro da pista de Interlagos. Na ocasião, ele superou duas punições e venceu o GP de São Paulo. Lewis comemorou a vitória com a bandeira do Brasil, repetindo o icônico gesto de Ayrton Senna.

A atitude de Hamilton em vestir a bandeira do Brasil foi o motivo que levou André Figueiredo a atribuir a cidadania honorária ao piloto. “Esse gesto de respeito à memória do maior piloto brasileiro repercutiu em todos e cada um de nossos cidadãos. Senna não era apenas um piloto, mas representava a imagem de um Brasil que dava certo, que ganhava, que era visto positivamente pelo mundo. Era nosso orgulho pois nos lembrava de nossas potencialidades”, destacou Figueiredo em nota. “Acreditamos que o esporte e a celebração das vitórias nacionais, bem como as homenagens a nossos campeões, poderão nos ajudar a resgatar nossa bandeira como símbolo de união nacional“.

O piloto também se destaca fora das pistas pelo carisma, simpatia e simplicidade, reunindo uma grande quantidade de fãs, grande parte brasileiros. Nesse sentido, consideramos a homenagem justa e merecida“, disse o deputado Jhonatan de Jesus (Republicanos -RR), relator do projeto.

O título oficial será concedido a Hamilton em cerimônia solene, ainda sem data marcada.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments