Kamala Harris: a mulher negra mais poderosa da história

0
5841
Kamala Harris na posse, 20/01/2021

A primeira mulher a ocupar o segundo mais alto posto da democracia americana, Kamala Harris chega hoje à Casa Branca, no dia 20 de janeiro de 2021, com toda certeza, uma data que ficará na história não só do país, mas do mundo.

Kamala é filha de dois imigrantes, a mãe médica nascida na Índia e o pai professor de economia, na Jamaica. Não tem filhos e é casada há seis anos, com um judeu, Doug Emhoff, que ostenta o título de segundo-gentleman.

Com a irmã menor, o pai jamaicano e a mãe e avó indianas: ativismo político dentro de casa – //Arquivo pessoal

“Minha mãe sabia muito bem que estava criando duas filhas negras”, escreveu ela em sua autobiografia, The Truths We Hold. “Ela sabia que sua pátria adotiva veria Maya [irmã de Kamala] e eu como meninas negras e estava determinada a garantir que nos tornássemos mulheres negras confiantes e orgulhosas.”

A nova vice-presidente americana se formou na Howard University, onde fez parte da fraternidade Alpha Kappa Alpha, e também é formada em Direito pela Universidade da Califórnia, Hastings College of Law.

Nos anos 1990, atuou como promotora no condado de Alameda e como promotora assistente em San Francisco, passando a chefiar o órgão em 2003, eleita com uma plataforma voltada à aplicação “inteligente” da lei. Sete anos depois, se tornou a procuradora-geral do Estado, trampolim para a carreira política que viria em seguida. Sua vitória para o Senado teve um ‘quê’ de anticlímax.

“Eu tinha escrito um discurso baseado na ideia de que Hillary Clinton seria nossa primeira mulher presidente. Quando subi no palco para saudar meus eleitores, deixei o texto para trás. Olhei para a sala lotada. Muitos estavam em choque enquanto acompanhavam os resultados da disputa presidencial”, escreveu Harris em sua biografia.

Em 2010, Kamala também se tornou a primeira mulher negra eleita Procuradora Geral da Califórnia, supervisionando o segundo maior Departamento de Justiça do país, atrás apenas do Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

O site Essence publicou logo após o anuncio da vice presidência que, Kamala é liberal em justiça ambiental, reforma da justiça criminal, imigração, habitação, saúde, empreendedorismo negro e uma série de outras questões. Por causa desse motivo, sua candidatura foi criticada por vários eleitores negros dos EUA.

Uma coisa é certa, Kamala Harris está fazendo história ao se tornar a primeira vice-presidente negra dos Estados Unidos e ela não vai parar aí, já que, segundo  o fundado do IDEIA, Maurício Moura, “Além de representar um simbolismo histórico e a renovação do partido Democrata, vale ressaltar que diante da idade de Joe Biden, é bem provável que a senadora Harris seja uma opção real para ser candidata a Casa Branca em 2024”.

Comments