“Juntos a magia acontece”: especial da Globo tem a família negra que a gente tanto esperou

0
1836

Deixe o pacote de lenço do lado do sofá aos assistir “Junto a Magia Acontece”, especial de final de ano que a Globo exibirá na noite do Natal. Ah e chame a família para se emocionar com você. E não é sobre drama é sobre representatividade.

O elenco em si, já emociona.

Milton Gonçalves, Zezé Motta, Camila Pitanga, Fabrício Boliveira, Luciano Quirino e a talentosa estreante Gabriely Mota formam uma família negra, mas sem um milímetro de estereótipos que vemos na TV e no Cinema.

Há uma pequena tensão racial em alguns momentos, mas já é de se esperar, afinal Papai Noel Negro, um dos temas do programa,  em um país como Brasil nunca seria uma unanimidade.

No entanto, o fato do núcleo familiar ser 100% negro, algo raríssimo de se ver na TV aberta, faz a narrativa nos deixar com a impressão que somos parentes daquelas pessoas.

O texto de Cleissa Regina Martins não decepciona. A trama flui por conter nuances de dramas familiares que intercalam a relação de todos eles, como pais, filhos, irmãos. Parece tolo, mas são textos assim que mostram que famílias negras são como as outras. Nós amamos, somos solidários, temos empatia e gostamos de união, de alegria e de uma mesa farta no Natal.

Cleissa Regina Martins – revelada pelo Laboratório de Narrativas Negras para o Audiovisual, uma parceria da Globo com a FLUP (Festa Literária das Periferias)
Foto: Estevam Avellar/Globo

A relação de Vera (Camila Pitanga) e o irmão André (Fabrício Boliveira) é complexa, e é interessante ver como a questão de gênero aparece de maneira sutil, mas certeira, na maneira como os dois filhos foram criados.

As crianças do programa são um show a parte. Todas negras, crespas e muito empoderadas.

Como fazer as crianças sentirem o espírito de natal competindo com smartphones e tablets? Sim, esse tema inclui todas as crianças, incluindo as negras.  Agora o que as crianças negras querem de Natal? Aí há algumas diferenças e o momento que elas falam sobre seus desejos de Natal é um dos mais bonitos do especial.

A trilha sonora também é quase um personagem à parte. Há trechos sem diálogos onde a música vai fazer seus olhos encherem de lágrimas.

O responsável é Plínio Profeta. “Quando Maria me contou da história, a questão da representatividade veio muito forte à mente. Por isso, convidei a Agnes Nunes, cantora paraibana, de 17 anos, para gravar ‘Rua Enfeitada’, e a Luedji Luna, que interpreta ‘Asas’, composição dela”, explica Plínio.

Kenia Maria: o detalhe que não aparece na tela, mas fez toda diferença

Kenia Maria, porta voz da ONU Mulheres e consultora da Globo, foi responsável pelas pesquisas que envolveram o desenvolvimento de “Juntos a Magia Acontece”.

Kenia Maria, consultora da Globo (Foto: Reprodução Instagram)

“A Monica Albuquerque , Diretora de Desenvolvimento e Acompanhamento Artístico (DAA) da Globo, me convidou para participar desse projeto. Todas as vezes que conversamos eu falei para ela que a Globo tem que ter um compromisso com a comunidade negra que é a maioria da população, que estamos na Década do Afro Descendentes” detalha Kenia que ficou envolvida no especial de julho à dezembro.

“Eu estava presente quando a Cleissa, autora que surge da Flup, teve seu texto escolhido pela Globo para o projeto e nós trocamos aquele olhar que temos quando somos únicos. Troquei muito com ela. Participei da leitura de textos. O cuidado desde o  tamanho da árvore de Natal, sou uma mulher negra que nasceu no subúrbio e lá as árvores são grandes, mostram que a gente consome, e eu falei muito de Black Money, de ter comerciantes negros, de ser em Madureira. Era preciso apontar as questões sociais, mas é importante mostrar que a gente consome” ressalta a pesquisadora.

O projeto tem patrocínio da Coca-cola . “A série emociona, fala de amor entre homens pretos, família preta e dinheiro. A Coca Cola entendeu que nos consumimos e isso não é sobre amor, afro-brasileiros movimentam por ano 1,8 trilhão”, finaliza Kenia.

O especial vai ao ar no dia 25 de dezembro, depois de ‘Amor de Mãe’. 

 

Comments