Jogador do Corinthians é preso em flagrante por denúncia de injúria racial

0
Jogador do Corinthians é preso em flagrante por denúncia de injúria racial
Foto: Silvio Avila/Getty Images

Rafael Ramos, lateral-direito do Corinthians, foi preso em flagrante, neste sábado (14), depois de ter sido acusado de racismo contra Edenilson, do Internacional. Edenilson diz que foi chamado de “macaco” durante a partida, aos 31 minutos do segundo tempo e o jogo ficou parado por quatro minutos para apuração.

O jogador português foi autuado por injúria racial e detido no posto policial do estádio Beira-Rio, onde ocorreu o jogo pelo Campeonato Brasileiro. Logo depois da 0h, o Corinthians fez o pagamento da fiança, no valor de R$10 mil e o atleta responderá em liberdade.

Nas redes sociais, o jogador do Inter revelou que procurou Rafael para ouvir um pedido de desculpas, mas como isso não ocorreu por parte dele, decidiu registrar Boletim de Ocorrência.

O jogador do Corinthians se pronunciou na madrugada de hoje (15), depois de ter sido solto e volta a dizer que tudo não passa de um “mal entendido” e publicou uma nota contra racismo.

“Estou aqui de consciência e cabeça limpa para explicar o que acontece. Puramente um mal entendido. No fim do jogo fui ter uma conversa com ele, tivemos uma conversa tranquila. Expliquei o que tinha acontecido, ele explicou o que tinha entendido. Expliquei a verdade. Ele mostrou receio de passar por mentiroso, e expliquei a ele que ele não é um mentiroso, que apenas entendeu errado. Apertamos a mão, e desejo boa sorte a ele”.

O Timão também se pronunciou sobre o caso nas redes sociais. “O Corinthians reafirma que, coerente com seus 111 anos de história, repudia e não compactua com o racismo. O atleta Rafael Ramos foi ouvido pelo clube e deu versão diferente do incidente no Beira-Rio, durante a partida contra o Internacional pelo Brasileirão 2022. Logo depois, seguro de que não proferiu injúria racial, fez questão de se explicar a Edenilson, no vestiário do Internacional. Em decorrência da denúncia feita pelo atleta colorado, a lei obriga que se trate o caso como flagrante, seguido de detenção. O pagamento de fiança não implica admissão de culpa, permitindo ao atleta que se defenda”, diz a nota.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display