Jesus não era branco: Catedral do Reino Unido reabre com pintura de Jesus negro

0
1841

Uma pintura da Santa Ceia mostrando Jesus negro, por que é importante saber que Jesus não era branco, foi instalada em uma catedral no Reino Unido. O quadro, da artista Lorna May Wadsworth, foi colocado no Altar dos Perseguidos na ala norte da Catedral anglicana de St Albans, cidade a cerca de 35 km de Londres.

A igreja afirmou que tomou tal atitude em “apoio ao movimento Black Lives Matters”, que registrou manifestações com cerca de 1000 pessoas na cidade. O trabalho original, pintado em 2010, já havia sido alvo de um tiro quando foi exibido em uma igreja de Gloucestershire.

A artista usou um modelo jamaicano de base para sua interpretação da obra do século XV de Leonardo da Vinci, e disse que ela queria “fazer as pessoas questionarem o mito ocidental de que Jesus Cristo tinha cabelo claro e olhos azuis”.

The Last Supper by Leonardo da Vinci

Responsáveis pela catedral informaram que a pintura de 2,6 metros de altura foi parte de uma instalação para marcar a reabertura da igreja, e convidar as pessoas a “olhar com olhos renovados para algo que você pensa que já conhece”.

O grupo do BLM para St Albans, que não é afiliado ao movimento nacional e é um grupo criado separadamente para a resposta da cidade ao movimento, disse que a pintura não tem objetivo de ser um retrato preciso da aparência de Jesus, mas de “promover uma conversa sobre como a história é frequentemente embranquecida”.

Shelley Hayles, representante do grupo, afirmou: “Grande parte da nossa sociedade não tem problema em aceitar um retrato impreciso do Jesus branco, mas são rápidos a questionar o Jesus preto’ e esse é só mais um exemplo do racismo sistêmico no Reino Unido”.

“A declaração corajosa da Catedral de St Albans trouxe uma conversa para a comunidade que seria pouco provável antes do Black Lives Matter ganhar espaço”.

Comments