Itaú Cultural discute o negro na dança dentro do projeto Diálogos Ausentes

0
1162

(imagem portal da Universidade de Caxias do Sul)

No dia 26 de janeiro, às 20h, o Itaú Cultural retoma o ciclo Diálogos Ausentes, que trata da presença afro-brasileira na produção artística brasileira. Desta vez o tema é O Negro na Dança e tem como convidada a antropóloga, pesquisadora, bailarina e mobilizadora cultural Luciane Ramos para o debate que fala sobre a história da dança negra no Brasil. Com mediação da curadora Diane Lima, após a fala da convidada, abre-se a conversa com a plateia. O evento tem interpretação em Libras e é transmitido simultaneamente pelo site do Itaú Cultural (www.itaucultural.org.br).

Luciane Ramos possui mestrado em antropologia social e desenvolve doutorado em Artes da Cena, ambos na UNICAMP. Atua como gestora de projetos no Acervo África, é membro do corpo editorial da Revista O Menelick 2º Ato e do grupo Rituais e Linguagens – A Elaboração Estética (PPGADC-Unicamp). Na interface entre artes da cena, estudos africanos e educação, foca suas atuações em estéticas descolonizais.

Este é o primeiro dos três encontros que o Itaú Cultural realiza com o tema O Negro na Dança. Os próximos acontecem nos dias 14 de fevereiro e 14 de março, e contam com a participação de artistas convidados e dois artistas selecionados em chamada aberta, realizada de 6 a 22 de janeiro. As inscrições podem ser feitas pelo site do instituto, e os resultados serão divulgados no dia 25 de janeiro.

Desde abril de 2016, o Itaú Cultural vem realizando esta série com o intuito de analisar entre o público, artistas e especialistas a representação dos negros em uma área de expressão diferente, a cada três meses. No ano passado, o primeiro bloco de três encontros discutiu as artes visuais; na sequência, os debates foram sobre as artes cênicas – com foco no teatro –, e por fim, o audiovisual, sobre o olhar do cinema negro. Neste ano, depois do debate sobre a dança, os temas abordados serão a literatura e, depois, a música.

Mostra Diálogos Ausentes

Até o dia 29 de janeiro, está em cartaz no Itaú Cultural a exposição Diálogos Ausentes, resultado dos encontros com o mesmo nome realizados durante todo o ano no instituto, com debates e artistas que apresentaram o seu trabalho. Ampliando os limites entre as linguagens ao cruzar as artes visuais, cênicas e o audiovisual, a mostra traz uma primeira mirada investigativa sobre a produção contemporânea afro-brasileira nestes segmentos.

Em exibição desde 10 de dezembro, a mostra apresenta obras de Yasmin Thayná, Renata Felinto, Sidney Amaral, Dalton Paula, os grupos Coletivo Negras Autoras e As Capulanas, de um total de 15 artistas que enunciam por meio de seus trabalhos de que modo a prática em diferentes campos das artes colabora para a desconstrução dos estereótipos raciais no país e para o nascimento de uma nova experiência estética.

A exposição contempla ainda, no site do Itaú Cultural, textos de aprofundamento no tema escritos por Fabiana Lopes, convidada, e por Rosana Paulino e Diane Lima, curadoras da mostra.

SERVIÇO

Diálogos Ausentes – O Negro na Dança

Convidada: Luciane Ramos

Mediadora: Diane Lima

Dia 26 de janeiro (quinta-feira), às 20h

Duração: 90 minutos
Classificação indicativa: livre
Interpretação em Libras
Entrada gratuita
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: 2 horas antes do debate

Itaú Cultural
Avenida Paulista, 149 (Estação Brigadeiro do Metrô)
Fones: 11 2168-1776/1777
atendimento@itaucultural.org.br
www.itaucultural.org.br

 

 

 

 

Comments

Comentários